Pesquisar este blog

DESTAQUE

A CIÊNCIA DO ERRO | Sobre Verdades, Veracidade e Realidade Objetiva - Parte 1: Uma resposta a Marcelo Gleiser

A CIÊNCIA DO ERRO Sobre Verdades, Veracidade e Realidade Objetiva Parte 1:   Uma resposta a Marcelo Gleiser Dedicado ao me...

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Teologia da não crença? Como assim?




Publiquei um vídeo mostrando que crer ou não crer, não define nada sobre a atitude ética de alguém... Então comentaram: ‘teologia ateia’...

Esclareci pela milionésima vez:

Não colecionar selos não é outra coleção... Não acreditar em deuses não é outra crença... Não acreditar em deus, significa viver apenas a realidade, e baseando-se apenas naquilo que pode ser conhecido e comprovado... Sem fantasias de nenhuma ordem... Significa que podemos pensar - livremente - e gostar de ser humanos, sem a necessidade de efeitos ou causas sobrenaturais... Só isso, e tudo isso...

‘Teo’ vem de ‘Theo’, de deus ou deuses... ‘Logia’ vem de ‘logos’, ou seja, o estudo dos deuses e das religiões... Logo, se não existe deus, então não pode tratar-se de teologia... Isso seria um ‘reductio ad absurdum’, e como poder notar, não existe nenhum sentido neste comentário [ou provocação], rsrsrsrs... 


Também, como já deixei claro, não curto o termo ateu... Isso porque acreditar em deuses em 2011 é tão absurdo, que não posso definir a minha vida pela negação de um absurdo... Ou seja, vivo em mundo natural, regido por leis naturais, que trato de conhecer... Sem fantasminhas, nem amiguinhos imaginários, e nenhum deus para castigá-lo, nem ajudá-lo.... Vivo em um mundo natural, e procuro desenvolver a minha humanidade para bem servir e bem viver... Mesmo que não hajam recompensas no 'além'...

Acho que o vídeo que postei, apenas reage contra a estupidez dos que pensam que não crer em deuses é uma doença infecto contagiosa... E entendam, que pensar é infinitamente mais virtuoso do que 'crer' - em suas próprias fantasias... E relacionar ética com crença é uma falácia... Só isso, e tudo isso, rsrsrsrs... Beijos...

Carlos Sherman

Sarney-Renan-Collor-Lula




7 HORAS EM UMA AMBULÂNCIA...




Após cair da laje de sua casa em Xerém, na Baixada Fluminense, e bater a cabeça, Gabriel Santos de Sales, de 21 anos, percorreu 88 km numa ambulância em busca de atendimento em hospitais públicos do Rio... Durante 7 horas, o jovem foi levado para cinco unidades de saúde até conseguir atendimento no Hospital Salgado Filho, no Méier, na Zona Norte da cidade...


Vejam bem, o acidente ocorreu às 16:00hs e ele só foi atendido à 01:00hs da madrugada... Do dia seguinte... A classe política, todo o judiciário, o executivo, legislativo, todo o serviço público deveria seguir uma regra muito simples: Pelo privilégio de servir ao Brasil, só poderiam ser atendidos pelo serviço público, com escolas públicas para os seus filhos, e com hospitais públicos para suas famílias... Seriam impedidos de recorrer ao serviço particular de saúde e ensino... Pelo princípio universal da coerência... Na prática, todos os dependentes constantes das declarações de Imposto de Renda dos edis servidores públicos seriam obrigados a frequentar a rede pública de saúde e ensino... Na verdade gozariam do privilégio...’

E também poderiam gozar da hospitalidade das prisões públicas, na condição de criminosos hediondos... Crime com o dinheiro público atenta contra os valores de uma nação... Atenta contra o estado direito...

Enquanto o playboy Eduardo Paes se prepara para o Rock in Rio, e enquanto Sergio Cabral está – mais uma vez - na Europa, provavelmente com algum helicóptero ou jatinho emprestado à alguma amigo incestuoso; a saúde do Rio agoniza... Até quando?

TEMOS QUE RADICALIZAR... ISSO JÁ FOI LONGE DEMAIS...

Carlos Sherman

Quadrilha Sarney....




O QUADRILHA MAIS FAMOSA DO BRASIL, E A MAIS DANOSA, A 'FAMÍLIA SARNEY', FOI EXPOSTA E GRAMPEADA PELA POLÍCIA FEDERAL... MAS A TROPA DE CHOQUE E O ESQUEMÃO DO LULA NO JUDICIÁRIO FORAM MAIS FORTES... SE NÃO PODEMOS PARAR OS MAIORES BANDIDOS DESTE PAÍS NEM COM A POLÍCIA FEDERAL, O QUE NOS RESTA??? O QUE OS CÚMPLICES DO JUDICIÁRIO ESPERAVAM??? UMA CONFISSÃO POR ESCRITO COM FIRMA RECONHECIDA??? 




ESTE É O TERRORISMO POLÍTICO NO BRASIL... ESTE É O TERROR DA IMPUNIDADE... ESTA É A MORTE DO ESTADO DE DIREITO...



DESOLAÇÃO, TRISTEZA, DESÂNIMO... TEMOS QUE RADICALIZAR... ISSO JÁ FOI LONGE DEMAIS...



Carlos Sherman

A isca e o anzol...




Deus? Deus, grande avarento, reservou a justiça para si. Concedeu-nos apenas o anzol da ilusão na isca da religião.

Raul Machado

A Quadrilha do Sarney

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

David Gilmour - Echoes LIVE (part 1 of 3)

Querer...




Sim... Na verdade não somos 'efetivamente' donos de nossos atos... O livre-arbítrio é uma falácia, e uma velha ilusão... Mas somos sim 'responsáveis' por nossos atos... Legalmente, rsrsrsrs... E não escolhemos o que sentir, e nem o que querer, rsssrs... Tem muita coisa pra entender aí, a genética, epigenética, o nosso equilíbrio bioquímico, a neurociência, a cadeia de eventos de nossa vida, o aprendizado, a cultura, etc... Schopenhauer resumiu brilhantemente a questão: 'Você pode querer, é certo, mas não pode querer o que quer'...

Carlos Sherman

Pink Floyd - Echoes Live at Pompeii Part 1

How you care...





NOBODY CARES HOW YOU KNOW, UNTIL THEY KNOW HOW YOU CARE... [Ninguém se importa com o quanto você sabe, até saberem o quanto você se importa...]


Theodore Roosevelt

National Geographic explains the biology of homosexuality

Epigenética - Peláez, Balagué, Estupinyà - smartplanet

10 -- O Método Científico Fácil De Entender

BBC - 1-6 - A Historia da Ciencia - O que há lá fora? - parte 1

Human Senses - Sentidos Humanos - BBC legendado (Olfato e paladar)

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Sempre independente... 07 de Setembro...




Marcio, concordo com o agravante, e considero, como já declarei, que o roubo e a corrupção com o dinheiro público deve ser tratado como CRIME HEDIONDO... Sou contra qualquer ditadura, direita, esquerda, seja lá como estiver travestida... E adorei o seu comentário em outro post sobre o este tema... Mas o regime militar brasileiro, não enriqueceu militares... O autoritarismo, a brutalidade, a falta de democracia, foram os marcos deste período... A roubalheira, não coincide com regimes militares, não no Brasil...

Este é o meu testemunho, e realmente tenho bases para afirmar isso... Contra qualquer ditadura sim, contra a corrupção ainda mais, mas não estão relacionadas no Brasil... O nacionalismo era a marca do regime militar, para os seus efeitos positivos e negativos... Havia uma bagunça geral, e uma guerra iniciada por um movimento internacional que visava o controle armado de vários países do mundo... Esta é a história e a verdade... Houve uma guerra... E um grupo, os militares do Brasil, enfrentaram esta luta com o que acreditavam ser certo... Nacionalismo, alguma experiência administrativa, que foi positiva, e autoritarismo, o que foi muito nefasto... E finalmente a supressão da democracia não tem preço nem desculpa, e por 20 anos...

Não defendo bandeiras, sou independente, e imparcial, mas não assino embaixo de panfletos que não condizem com a realidade... Sei que minhas palavras serão 100% deturpadas por muitos, mas tenho suficiente coragem e embasamento para dizê-las... Como também já declarei, não pretendo ganhar um concurso de popularidade... Mas pretendo manter a minha integridade intelectual até o fim... Conheço os segredos dos segredos, do regime militar... Detalhes que dariam um livro... E não me calo...

Ditadura nunca mais, corrupção com o dinheiro público é crime hediondo, relacionar a corrupção com o regime militar do Brasil é falácia, e não procede... A corrupção é política e está longe dos quartéis... Mostre-me apenas um militar que enriqueceu com a ditadura, e reabrirei o tema... Mostre-me um militar que enriqueceu como Sarney, Collor, o ‘filho do Lula’, Palocci (que rouba desde Ribeirão Preto), Calheiros, Antônio Carlos Magalhães... Mostre-me um militar rico... Apenas um...

Um forte abraço, em 07 de Setembro... Serei independente sempre... É pressuposto para a ÉTICA...

Carlos Sherman

Efeito Tostines...




Um estudo utilizando dados do censo de nove países mostra que a religião está fadada a extinção em vários países. Os pesquisadores analisaram, por exemplo, os dados do censo dos seguintes países: Austrália, Áustria, Canadá, República Checa, Finlândia, Irlanda, Holanda, Nova Zelândia e Suíça.



O resultado foi apresentado no encontro da Sociedade Americana de Física, em Dallas, Estados Unidos, e indica que muito provavelmente a religião desapareça por completo nesses países. Um dos integrantes da equipe, Daniel Abrams, da Universidade Northwestern, EUA, criou um modelo semelhante em 2003 para colocar uma base numérica por trás do declínio das línguas menos faladas do mundo.


‘A idéia é muito simples: grupos sociais que têm mais membros são mais atraentes do que as minorias, para se fazer parte’, explica Richard Wiener, da Corporação de Pesquisa em Ciências Avançadas. A língua espanhola, por exemplo, é tida como de maior utilidade e confere mais status do que o idioma quíchua (ou quéchua), proveniente do Peru. ‘Da mesma forma, há algum tipo de status ou de utilidade em ser um membro de uma religião ou não’, compara Wiener.



‘Em um grande número de democracias modernas, tem havido uma tendência na população em não se identificar com a religião. Na Holanda, o número foi de 40% e o percentual mais alto encontrado foi na República Tcheca: 60%’, conta Wiener.

Após ajustar os parâmetros de mérito relativo social e utilitarista de adesão à categoria ‘não-religiosa’, chegou-se à conclusão de que todos os países possuem comportamento semelhante. Nas nove nações, a indicação encontrada foi a de que a religião trilha o caminho da extinção. No entanto, Wiener ressaltou que é ‘um resultado sugestivo’, e não exato.

‘É interessante que um modelo bastante simples captura os dados, e se essas idéias simples estão corretas, ele aponta para o fim da religião como conhecemos hoje. Claro que cada indivíduo é único, mas não se pode deixar de notar um comportamento semelhante em todos os lugares pesquisados’, conclui.

Adaptado BBC

A religião está em declínio em todo o mundo desenvolvido, principalmente na Europa, Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Rússia, China e Japão. Os Estados Unidos também declinam, mas em velocidade menor, em relação ao bloco dos países desenvolvidos... Tais países – não religiosos - estão relacionados também a uma atitude mais fraterna e solidária, melhores condições de vida, baixa mortalidade infantil, menor violência, menor desigualdade social, maior expectativa de vida... De forma que devemos esperar que o mundo realmente caminhe para a extinção das religiões, que passariam a resistir em grupos minoritários...

A religiosidade também está diretamente relacionada com o grau de instrução, qualidade de vida e saúde, como mostra pesquisa do Instituto Gallup:



Vale notar que os Estados Unidos apresentam atraso no processo, devido ao famoso ‘Julgamento do Macaco’... Em 1925, um professor secundarista foi preso no Tennessee, por ensinar a Evolução... Ele foi ainda condenado a pagar USD 100,00 - uma dinheirama para a época... Mas além da destruição da carreira e da vida deste professor, esta inquisição moderna resultou na retirada da Evolução dos livros escolares americanos por 30 anos... E finalmente quando a Evolução foi permitida de regressar, teve que conviver lado a lado com o Criacionismo por mais 20 anos... Portanto, os Estados Unidos amarga um atraso de 50 anos em relação aos países desenvolvidos... 


Nas costas americanas, no entanto, mais prosperas e instruídas, o comportamento é similar aos países europeus, enquanto o Centro-Sul, e no Cinturão Bíblico, a predominância religiosa se assemelha à América do Sul... Vale notar que estes são os estados mais racistas, desiguais, e pobres da Federação Americana...



Na América Latina, o declínio é lento... Na África e no Sul da Ásia, Oriente Médio, existe um fenômeno de polarização, com o radicalismo religioso de uma lado, e o não engajamento religioso de outro... 



E este mapa, da predominância religiosa, coincide com a fome, desigualdade, violência, falta de recursos, falta de instrução... São pobres porque são religiosos, ou são religiosos por que são pobres e sem instrução? Efeito Tostines...


Carlos Sherman

Crer pode ser prejudicial à Saúde...




Como parte do senso comum, as pessoas sempre consideraram que a religião, ou crenças em geral, fazem bem à saúde... Na realidade, diversas experiências comprovaram que a religião não tem nenhuma eficácia, e não vai além do efeito placebo – quando auto-sugestionamos a nós mesmos que uma medicação ou rito tem algum efeito sobre nós e sobre a vida... Em experimentos com novos medicamentos, é comum comparar o grupo que está ingerindo o medicamento, com um grupo de controle, que está ingerindo um 'medicamento' de aparência idêntica, mas sem nenhum efeito – o placebo... As pessoas que ingerem o placebo, relatam efeitos, que na realidade só ocorreram em sua fértil imaginação... Desta forma, se o percentual do grupo de controle se equipara com o grupo que realmente ingeriu o medicamento, novos testes deverão ser feitos... O efeito placebo pode ter atuado em ambos os casos, ou seja, o medicamento pode não funcionar...

Um estudo na renomada ‘Duke University’, em Durham - NC, USA -, mostrou que, além do que já haviam apontado nos experimentos anteriores, ou seja, a completa ineficácia da oração, ou do engajamento religioso, sobre a qualidade de vida de uma pessoa, a crença pode na verdade, prejudicar o cérebro e a saúde, e até mesmo, encolher uma parte do cérebro...

O estudo, comparou indivíduos religiosos a indivíduos que não crêem, para medir o nível ou o efeito da depressão em 268 pessoas, com idades variando entre 58 e 84 anos... Durante as ressonâncias magnéticas, os cientistas constataram que havia uma diferença significativa no tamanho do hipocampo – região do cérebro relacionada à emoção e à formação da memória...  

Essa diminuição, que é comum em pessoas com Alzheimer, e pode ser causada nos crentes pelo stress que os religiosos passam devido à crença; pois eles necessitam ‘lutar’ pelo que acreditam, indo contra as evidências da vida e da natureza... Além disso, estão fadados a um ‘julgamento’ constante, e ao cumprimento de normas e regras de conduta, que muitas vezes ferem o bom senso... Estão em constante observação de seus atos, e em constante negociação de absolvição... Pedindo perdão, implorando ou justificando seus atos... Muitas vezes, contra da sua natureza, ou a própria natureza, ou contra as nossas melhores práticas de convívio social... Isso faria com que alguns hormônios, que diminuem o tamanho do hipocampo, com o passar do tempo, acabem sendo liberados em demasia, produzindo um perigoso e danoso efeito...




Os pesquisadores responsáveis alertam que novos estudos sobre o tema serão feitos – como é de praxe em qualquer atividade realmente científica – para comprovar, descartar ou evoluir nas conclusões sobre o assunto... Deixo a inquietude, e a reflexão, no sentido de que, o que consideram conseqüência – diminuição do Hipocampo -, possa traduzir-se, na realidade, em causa... Ou seja, a natureza do indivíduo, pode desencadear um processo hormonal que culmine, tanto na obsessão pro crenças, como na diminuição do Hipocampo... E com realimentação... Existem estudos neste sentido, com importantes avanços...





Enquanto um ser humano intoxica-se da certeza de que tudo funciona de acordo com uma fábula simplista e misteriosa, ele deixa de aprender, e buscar explicações, e de evoluir mentalmente e intelectualmente... De certa forma, uma parte de sua vida, está sincronizada com um pensamento de 3.800 anos atrás, onde toda a vasta compreensão de como a vida funciona, era completamente desconhecida... Esta luta entre o conhecimento de hoje, e a crença de ontem, afeta o cérebro e afeta a vida...


Sabemos hoje, que as crenças no sobrenatural são infantis e absurdas, assim como sabemos que as doenças 'já não são possessões demoníacas'... E condenaremos a todo aquele que negligencie o tratamento médico a uma criança enferma, por pura crendice... Já não aceitamos que crendices sejam consideradas em juízos legais... Mas porque aceitamos que escolas doutrinem e adestrem crianças em crendices e absurdos? Sendo que o preço de trazê-las à realidade será imenso... Porque não tocamos nos interesses poderosos, endinheirados e nefastos das dita religiões? Permitir que crianças sejam 'catequizadas', e 'condicionadas' pelos mantras e ladainhas religiosas, é como permitir o abuso de crianças, segundo advertiu Richard Dawkins... Temos que repensar esta questão e repensar o estudo em nosso país... Podemos empreender uma revolução estimulando a 'pensabilidade' - aspecto genuíno da atividade filosófica...


Crer é mais fácil do que pensar... Por isso tantos crentes, e por isso tão poucos pensadores... Mas as conseqüências podem ser severas... Crer é prejudicial à saúde...

Carlos Sherman