Pesquisar este blog

DESTAQUE

A CIÊNCIA DO ERRO | Sobre Verdades, Veracidade e Realidade Objetiva - Parte 1: Uma resposta a Marcelo Gleiser

A CIÊNCIA DO ERRO Sobre Verdades, Veracidade e Realidade Objetiva Parte 1:   Uma resposta a Marcelo Gleiser Dedicado ao me...

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Porque Drummond é muito bom...


Sobre Debates e Disputas


Nas coxas...


Antigo ou Novo? Farinha do mesmo saco...


Neruda, inefável... Indelével...



Neruda, inefável... Indelével... E entenda a morte, e entenderá a vida... Entenda a vida e reconhecerá o amor como a decisão mais INTELIGENTE e PRAZEROSA... 

Fazer o bem pelo bem de fazer faz um bem danado.... 

Humanos, troppo humanos, ou como diria BuzzLightyear: 'ao infinito e além'...

Carlos Sherman

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Racismo?



Em resposta a mais uma publicação despropositada sobre RAÇAS - cotas, e todo este besteirol RACISTA e ignorante -, publiquei esta foto...

Um militante imbecil que sustenta existirem raças diria: RACISMO!!! Onde estão os brancos? Devemos pensar em cotas raciais neste caso? Ou entender que não existem raças?


O que é 'ser negro', ou 'branco'??? Não existe a 'raça negra'... Trata-se de uma falácia... Somos todos da espécie humana - corredores, médicos, músicos, professores... Pode acontecer, já que tecnologicamente solucionamos a questão dos filtros UV, e estamos batalhando contra a babaquice sectária, que um futuro não reserve espaço para brancos, nem negros... Seremos uma mistura ainda mais homogênea... E daí?

O que consideram 'ser negro'? A quantidade de melanina na pele? É isso? O Neguinho da Beija Flor e o seu Jorge tem um genética mais européia que você e eu... E daí??? Tem o sistema imunológico, e inúmeras características relacionadas ao individuo, sendo a quantidade de melanina a menos importante....

Que besteira, que absurdo... 'RIDÍCULO' - Dito por Morgan Freeman... Parem de endossar bobagens no Facebook e estudem...

Carlos Sherman

Imundos...

Sobre os seres humanos que sofrem com a lepra - uma doença infecciosa causada pela bactéria Mycobacterium leprae -, DEUS declara soberbo, implacável, e cruel: IMUNDOS... Mas por quê?

Por que IMUNDOS? Por que não ajudá-los? Por que não curar a lepra? Por que esperar pela Ciência Médica, pelos hereges do século XX? 


Saúde, 200 Países em 200 Anos... Incrível... Revelador...




Saúde, 200 Países em 200 Anos... Incrível... Revelador...

Vale notar ainda que, os países "mais religiosos, são os mais pobres e o mais doentes"... Pense sobre isso... Ou somente pense... - Carlos Sherman

Um fraude em três atos...





Chico Xavier é uma rara combinação de:
DEMÊNCIA,
DESONESTIDADE
e SOLIDARIEDADE...


FAZER O BEM, SEM ENGANAR A QUEM... 

QUE VERGONHA CHICO!!! QUE PAPELÃO!!!

FALSIDADE IDEOLÓGICA É CRIME,  tipificada no artigo 299 do Código Penal Brasileiro...

FORMAÇÃO DE QUADRILHA É CRIME:
tipificado no artigo 288 do Código Penal - Associarem-se mais de três pessoas, em quadrilha ou bando, para o fim de cometer crimes...


CHICO NA MAIOR ESTICA... LINDA PERUCA!!! UM ESPÍRITO EVOLUÍDO, MAS QUE NÃO CONSEGUE RECUSAR CERTA EXORBITÂNCIA EM SUA VAIDADE...

EVOLUÍDO SIM, MAS FASHION, E MUITO VAIDOSO...

CUROU A TUBERCULOSE E O CÂNCER, MAS NÃO FOI CAPAZ DE CONTER A SUA PRÓPRIA CALVÍCIE... 


Carlos Sherman

A Fé não remove montanhas mas pode diminuir o Hipocampo...



E ao contrário do que 'creem', a fé não remove montanhas, e nem produz nenhum resultado diferente da distribuição normal... Na realidade foi constatada uma pequena desvantagem para quem 'ora' ou tem fé, em casos de cura ou melhora clínica... Provavelmente devido ao stress, ou ao fato de negligenciarem em parte as terapias científicas... A crença exacerbada parece contribuir para a diminuição do 'hipocampo' - responsável, entre outras coisas, pela memória... 

Normalmente o 'ato de fé' denota problemas nos lobos temporais, casos de epilepsia não diagnosticados, problemas na produção de dopamina - causa de Parkinson -, problemas no córtex cingulado, e parte anterior do lobo frontal... Não são necessariamente enfermidades, mas produzem mal funcionamento do cérebro, no que tange ao reconhecimento de padrões válidos para a vida... Normalmente, estes desvios, causam a adesão de falsos padrões, falsos positivos... 

Lembrando ainda que mais de 80% dos casos de epilepsia jamais acarretarão convulsões... Podendo ser diagnosticados apenas pela manifestação de afinidade incondicional com o sobrenatural... O que dentro de uma família instruída servirá de pretexto para uma visita ao Neurologista... No caso de família ou círculos menos instruídos, como em certo grupo de 'Uberaba', um novo médium poderá estar nascendo... 

Triste destino...

Carlos Sherman

Ato de Fé...


segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Revelação...



Saída de Incêndio...




Algumas pessoas, muitas, acham que 'ser do contra' é sinônimo de ser independente e livre... Mas não é, e essa é uma velha crença...

Um amiga publicou:

Tá todo mundo indo numa mesma direção? 
Então é justamente pra lá que vc não deve ir.

Muitos aplaudiram: 'forte', 'real', 'verdadeiro', 'é isso aí', etc...

Objetei:

Por quê? Depende... Pode ser a saída de incêndio... Pergunte primeiramente: 'por que todos vocês se dirigem naquela direção?'... Então analise, e só então decida... Isso 'sim' é ser realmente independente e LIVRE - além de forte, real, verdadeiro, etc... É isso aí... 

Carlos Sherman

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Aroldo...




ASSINATURA
Por Aroldo Filho

Nada paga a competência de ser original
Nem apaga tua sapiência quando um rival te copia
Por mais simples que a poesia seja
Sem guarida não há mal que se propague

Todavia, o vírus sempre encontra uma via
Passando-se por criador
Quando na verdade é cria
Por isso se faz up grade

O mundo não pode ficar em stand by
O up date da grade é a evolução
Arte é a assinatura do meu ser
É o que fica quando o dia se vai

E a frialdade da noite se esvai
Formando a minha estrutura



CEREJA
Por Aroldo Filho

A cereja brilha mais que o confeiteiro
Deseja ser além do bolo inteiro
Por mais que seja distinta
Adorada em sua cor tinta

Nenhum alarde a fará mudar de forma
Forma alguma a tornará em outra fruta
Nem em verdura, legume ou grão
É ridículo querer ser o sol quem nem luz própria tem

Vive em função do vintém
Mais uma falsa estrela
O céu está cheio delas
Mil querelas inúteis

Em busca de tapetes vermelhos
Defeituosos espelhos e confetes tão fúteis



REMÉDIO
Por Aroldo Filho

O verdadeiro remédio é o tédio
Nessa vida de fissuras
A cura é loucura
Cultura migrante

A morte é mirante
Um mero retorno
Universo: ciclo de paradoxos
Os mais ortodoxos viraram capitalistas

Neo-nazistas controlam o mundo
Profetas vagabundos com a carta do jogo
Incendiários apagando o fogo
Hilários mergulhados no russo pessimismo

Filosofia por aforismo científico
Ateísmo visto como salvação niilista

Criacionismo x Evolucionismo Debate SESC TV

Carta de Deus




Outra vez:

'Carta de Deus' escrita por Albert Einstein é vendida por US$ 3 milhões - No texto, cientista alemão se refere à Bíblia como 'coleção de lendas'. Comprador anônimo fez lance em leilão pela internet.

Um texto escrito pelo físico Albert Einstein no qual ele expressa suas opiniões sobre religião, conhecido como "Carta de Deus", foi vendido em um leilão pela internet para um comprador anônimo por US$ 3 milhões, segundo o site eBay.

A carta, escrita no dia 3 de janeiro de 1954, aproximadamente um ano antes que o cientista morresse, recebeu apenas dois lances no leilão via internet, segundo informa o "Huffington Post". A venda foi encerrada na última semana, no dia 18 de outubro.

Einstein, nascido na Alemanha de uma família judia, diz na carta que pertence “com prazer” ao povo judeu, mas, ao mesmo tempo, mostra uma posição distante em relação às religiões.

O coordenador do leilão, Eric Gazin, havia dito que o preço da carta poderia triplicar com a venda, de acordo com o "Huffington Post". O texto foi leiloado no site eBay entre os dias 8 e 18 de outubro, e acabou vendido por um valor próximo ao lance inicial, de US$ 3 milhões.

A carta de Einstein, escrita à mão em alemão, era destinada ao filósofo Erik Gutkind, de quem ele havia lido a obra: "Escolha a vida: o apelo bíblico pela revolta".

A palavra ‘Deus’ não é para mim nada além da expressão e o produto de fraquezas humanas, e a Bíblia é uma coleção de lendas honoráveis, embora primitivas e bastante infantis. Nenhuma interpretação, não importa quão sutil, pode mudar isso [para mim]”, escreveu o físico.

O vendedor anônimo da carta, que foi leiloada com o envelope, selo e carimbo postal originais, a comprou em 2008 da Bloomsbury Auctions, de Londres, por US$ 404 mil. A agência Auction Cause, de Los Angeles, responsável pela venda recente no eBay, disse que o papel foi guardado em um ambiente com luz, umidade e temperatura controlados para garantir sua integridade.

Fonte: Ciência e Saúde - G1

Sr. Divindade - O Criacionismo é Tão Apropriado Para Crianças (LEGENDADO)

Esta Terra é Minha ! (LEGENDADO)

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Afastando-me... Com prazer...



Giselle Serejo, uma excepcional 'poetisa', mas uma discutível pensadora, escreveu - dirigindo-se a mim:

pessoas racionais demais..objetivas demais..céticas demais..afastem-se de mim..eu sou o oposto disso!

Uau... Rsrsrs, acho que foi dito - apesar da indireta e da desfaçatez - 'diretamente' a mim... O meu crime? Questionar - pela argumentação - seus postulados... Questionar publicações que versam sobre a 'realidade', sugerindo fugir dela... Que versam sobre a realidade, sobre a vida, sem pretender o uso do cérebro... Pensei que era possível discordar de seus postulados... Perdão... Mas seguirei o conselho, à risca... 

Cético, repito, vem do grego, 'significa olhar de perto', 'olhar os detalhes'... Significa dar um passo na direção da integridade intelectual, da honestidade e da ética... Sim, porque sem aprofundamento, sem 'saber', julgando apenas pela superfície das coisas, incrementamos enormemente o risco de julgar equivocadamente... E ser racional é ser consequente... Se equivocam aqueles que pensam que sensibilidade significa 'deixar o cérebro em casa'.... Que confundem poesia com verborragia... Vide Neruda, Drummond, Pessoa, Coralina... Mestres na poesia e no racionalismo... Vide Einstein, Darwin y Sagan, mestres na poesia e no racionalismo... Todos mestres na arte de viver... Se equivocam os que ainda não sabem que tudo está no cérebro, inclusive a sensibilidade; assim como as ilusões e confusões... 

Mas seguirei vossa recomendação com dignidade... Aqui me afasto... Derradeiramente... Afinal, a verdade não tem adjetivos... E aqueles que temem a verdade o fazem por medo de perder suas vãs ilusões... Não existe nada mais belo, forte e real, que a REALIDADE... Desejo a você uma linda vida... Você é uma excepcional poetiza, mas uma caricatura como pensadora... Principalmente por estar aferrada a dogmas, e por ser vítima da clássica 'crença na crença'... Estude mais, ocupe o menos o palanque, você tem menos a dizer do que pensa... Ou não pensa... Pensa? Você sabe como dizer, mas precisa cuidar do conteúdo, do que pretende dizer... Nem tudo se trata de uma ajuntamento de palavras, ou de um jorro emocional... Existe poesia no conhecimento, e conhecimento na poesia... Vem da mesma fonte, o cérebro humano... E quando alguém pára de aprender, porque não quer ver suas crenças questionadas, a humanidade perde um pouco do seu vigor... E sinto pena... 

Não percebe que a sua mensagem impõe: 'diferentes, afastem-se de mim'... Trata razão e ceticismo - profundidade - como inimigos de sua conduta... Capenga, perde o equilíbrio, e cai... Perdeste uma grande oportunidade de aprender, e de ficar calada... O silêncio algumas vezes, também é poesia... Aqui me silencio, apenas para você, com poesia... Esta é a minha poesia da realidade...

Carlos Sherman

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Fofoca, verborragia, 'ouvi falar', 'disseram'...




As três peneiras ...

Um homem, procurou um sábio e disse-lhe: - Preciso contar-lhe algo sobre alguém! Você não imagina o que me contaram a respeito de... Nem chegou a terminar a frase, quando Sócrates ergueu os olhos do livro que lia e perguntou: - Espere um pouco. O que vai me contar já passou pelo crivo das três peneiras? - Peneiras? Que peneiras? - Sim. A primeira é a da verdade. Você tem certeza de que o que vai me contar é absolutamente verdadeiro? - Não. Como posso saber? O que sei foi o que me contaram! - Então suas palavras já vazaram a primeira peneira. Vamos então para a segunda peneira: a bondade. O que vai me contar, gostaria que os outros também dissessem a seu respeito? - Não! Absolutamente, não! - Então suas palavras vazaram, também, a segunda peneira. Vamos agora para a terceira peneira: a necessidade. Você acha mesmo necessário contar-me esse fato, ou mesmo passá-lo adiante? Resolve alguma coisa? Ajuda alguém? Melhora alguma coisa? - Não... Passando pelo crivo das três peneiras, compreendi que nada me resta do que iria contar. E o sábio sorrindo concluiu: - Se passar pelas três peneiras, conte! Tanto eu, quanto você e os outros iremos nos beneficiar. Caso contrário, esqueça e enterre tudo. Será uma fofoca a menos para envenenar o ambiente e fomentar a discórdia entre irmãos. Devemos ser sempre a estação terminal de qualquer comentário infeliz! Da próxima vez que ouvir algo, antes de ceder ao impulso de passá-lo adiante, submeta-o ao crivo das três peneiras porque: Pessoas sábias falam sobre idéias; Pessoas comuns falam sobre coisas; Pessoas medíocres falam sobre pessoas.

Atribuído a Sócrates

A verdade não tem adjetivos...




Considero apropriado investigar a razão de ser de todas as coisas - como são -, e rejeitar todas as opiniões sem explicação.

Sócrates

Turma da Mônica...



Publicaram:

"Físicos encontram evidências de que realidade pode ser uma mera simulação virtual"

Respeitosamente: ridículo, falacioso... Só que ao invés do 'deus das lacunas' é o 'Matrix das lacunas'... Uma piada, um truque barato... Não basta usar um linguajar empolado, quântico... Tem que ser ético, honesto, e consequente... O que não é o caso... Consultem os 'físicos' de verdade, consultem Feynmann, Sagan - falecido -, consultem a Royal Society of London... Considero este tipo de embrolho 'pseudo-científico' um ato no mínimo irresponsável, mas que produz tanto dano - intangível - que merece um status bem mais severo... 

Sobre a matéria, no original em inglês, versa basicamente sobre dois pontos: 1. A possibilidade de simular aspectos da física em computador, para desta forma especular sobre fenômenos que não podemos observar 'in loco', ou que não podemos observar pela pequenez... Isso não é nenhuma novidade... 2. Lança de forma sensacionalista, apesar de muitas ressalvas, a ideia de que 'se podemos simular o universo em computador, será que não somos uma simulação de robôs?'... Apesar das ressalvas que o texto coloca, a simples menção de tal imbecilidade, já merece a cassação do diploma... 'Crer no sobrenatural' e estudar Física é pra lá de incompatível... Crer em deuses criadores do Universo e estudar Física é garantia - no mínimo - dos limites da sua mediocridade... Digo isso tecnicamente... Isso tudo é ridículo - muito mesmo... Crianças que crescem vendo Jiraya, superman, e outras besteiras, sem esquecer é claro do clássico do 'pensamento mágico', Matrix, se tornam adultos descompromissados com um mínimo de realidade... Trata-se da 'crença na crença'... No barato esotérico, porque a realidade não basta... 

O autor de tal sandice, o mago, é um cara na Universidade de Bonn, que em função de uma lacuna na observação de fenômenos físicos, especula: 'será que isso não significa que estamos no computador de um robô?'... Para relacionar uma lacuna física, com toda essa estorinha de ficção pseudocientífica de décima-terceira categoria, o trajeto é rigorosamente GIGANTESCO... E requer um elevado grau de 'ignorância' de quase a totalidade dos aspectos que envolvem a observação do universo físico - que até que se prove o contrário é o único que existe... Por enquanto, neste baixo nível especulativo, tal notícia não difere em nada de - por exemplo: 'físicos - no plural para dar mais credibilidade - dizem encontrar indícios da existência do unicórnio cor de rosa'... Especular 100% no vazio, é subverter o ônus da prova... E isso é muito preocupante, e ainda por cima falacioso... 

Preocupante em termos culturais, a cultura de crer - porque não sabem pensar -, mas também porque 80% dos casos de epilepsia, e que afetam os lobos temporais - provocando alucinações desta natureza - não apresentam sintomas clássicos como surtos e e convulsões... Simplesmente são diagnosticados quando pessoas aparentemente normais e inteligentes, começam a dizer que tem uma missão, usando crucifixos, vendo ETs, fantasiando sobre a realidade, de maneira acintosa.... Se fazem parte de uma família dedicada em versada nos rudimentos da neurociência, terminarão consultando um neurologista... Caso contrário, como em certa família de Uberaba, podem se tornar videntes, médiuns, e sem receber o correto tratamento... 

Se uma pessoa inteligente diz uma asneira, pode ter empenhado toda sua capacidade de articular de forma aparentemente inteligente, mas ainda assim será uma asneira... E antes que seja acusado de 'cético', devo dizer com orgulho que 'sim', afinal 'ético, logo cético'... E por quê? Porque a palavra 'cético' vem do grego, e significa 'olhar de perto', 'olhar os detalhes', com o fim de não causar ainda mais confusão... E 'quem nada sabe, em tudo crê'... Como estudante de física, em meu curso de Engenharia Eletrônica, como participante de importantes fóruns de debates sobre as áreas de Física, Astrofísica, Astrobiologia, e Física Quântica, devo dizer que a viagem na maionese foi tremenda... 

E finalmente, para aqueles que não se sentem confortáveis com a minha crítica sobre 'Matrix' e 'Jiraya', devo explicar que prefiro educar crianças com a turma da Mônica, ao invés do ultraseven... A realidade pode ser lúdica, é linda, e insubstituível... Viva Maurício de Souza...

Carlos Sherman

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Lealdade é suficiente e necessária...



Publicaram a mensagem acima... Comentei:

Muito bom mas não gostei de 'sonhar junto sem se sentir ameaçado', pois torna-se sem efeito diante da 'liberdade' - e prazer - de 'estar com alguém'.... Riscos existem, e sempre existirão... O 'compromisso' não é importante, o que importa é a lealdade... E as relações podem crescer ou sucumbir, e o 'compromisso' não deve representar um espécie de insistência teimosa, mesmo em 'liberdade'... A lealdade é suficiente e bastante, enquanto dure... E se não existe mais uma relação, ninguém terá ganhado ou perdido enquanto gozou em liberdade do prazer de um companheiro leal... Dito e feito...

Carlos Sherman

Imbecilidade - sobre duas rodas - tem limite???




Publicaram:

Quando os homens vão entender que a mulher nunca selecionou seus machos pela distância que eles conseguem percorrer com a moto empinada?

Comentei:

Muito bom... 'Pero', infelizmente muitas 'mulheres' escolhem exatamente por este critério, quando não pelo ronco do motor, pela cor da chuteira, e por usar ou não cabelo 'moicano' - um marco em estupidez... Mas as 'mulheres' que honram a espécie humana, felizmente, estão livres de tais imbecilidades sintomáticas...

Carlos Sherman












domingo, 21 de outubro de 2012

Ser solidário - também - é INTELIGENTE...



Publicaram:

Não acredito em boa ação totalmente desinteressada... Por isso não acho muita superioridade a pessoa fazer caridade sendo atéia... Se não faz por recompensa divina, faz pra massagear o ego, ou pra apaziguar a própria consciência... Então, pra mim, os resultados que contam, seja crente, espirita, ateu, o importante é fazer algo... Sem achar que sua motivação é mais pura que a de outro...

Objetei:

Fazer o bem pelo bem de fazer... Apenas para sentir-se bem... Não é pra qualquer um, depende de sua configuração bioquímica e neurofisiológica... O altruísmo consiste em investir uma parte ou a totalidade de suas provisões para viver, na vida de outrem... Não pelo 'payback', mas pelo 'feedback' - bioquímico... Para sentir-se bem... 

Daria a vida por minhas filhas, sem pensar maie vez, e este seria um exemplo de altruísmo real - irrelativizavel... Mas se pensou no 'interesse' de garantir a propagação de meus genes, muito bem... Parabéns!!! Só que daria a minha vida também por minha filha adotada e por minha esposa, quem não carregam os meus genes... Fazer o bem faz bem...Não moralmente, mas fisicamente... É anti-oxidante, rejuvenesce, alegra... E se quiser encarar assim, trata-se de um 'saudável interesse'... 

Mas no caso de dar vida por uma filha por um ente querido, e muitas vezes - como a história registra - por um estranho, não garante nem mesmo mesmo o 'interesse' por uma vida mais saudável, já que o 'prêmio' será a extinção de sua vida - o bem mais precioso... Ontem, em um debate com um crente imbecil, ele assegurou que não daria a vida por um filho para que o filho 'não sofresse'... Sim, é isso mesmo, ele considera que o filho ficará muito triste, e de fato ficará... Quando perdemos um avô, pai, mãe, um parente próximo, sofremos, mas a vida continua... Superamos, ficamos com as lições aprendidas e seguimos em frente... Mas aqueles que conhecem o 'terror' em face da morte certa, sabem o que é pior... Empenhei 16 meses de minha vida ajudando um abrigo para crianças em tratamento de câncer no Centro Boldrini em Campinas, e sei como é vê-las morrer... Mas neste caso, nossas crianças morriam em geral, sem uma clara consciência da morte - mas com muito sofrimento e dor... Mas acompanhei o sofrimento e o terror daqueles que se despedem - para sempre - conscientes da finitude... O desespero luta contra a falência do corpo... No fim o desejo de descansar normalmente vem... Mas não é o caso de pessoas jovens, conscientes da perda da vida, e dependentes do transplante de órgãos... O desespero e o sofrimento é flagrante... Não bastasse isso, não poderia suportar viver sabendo que poderia ter dado à minha filha a oportunidade de viver muito do que já vivi... De forma que assegurei ao meu confuso debatedor crente, que no caso hipotético, de salvar uma filha, além da tristeza pela perda do pai, a filha dele levaria um tremendo exemplo, que poderia ser - memeticamente - propagado... Encaro a realidade com tesão, rsrsrs, e tenho um convívio sereno com a morte certa, o que me impulsiona a sorver cada minuto de minha vida, e dignificá-lo... Uma das formas de fazê-lo em insistir: Ético, logo Cético....

Trata-se de um ledo e profundo engano associar o 'ateísmo' a uma ortodoxia em termos de ações e até mesmo de personalidade... Dois ateus só convergem pelo fato de não acreditarem em deuses, e nada mais... As personalidades, temperamentos, o caráter de diferentes ateus será naturalmente diferente... O 'status' de ateísmo não garante nem mesmo uniformidade nem mesmo em relação à adesão ao sobrenatural ou ao fenômeno da crença na crença - extra-terrestres, marxismo, psicanálise, etc... Existem 'ateus' que viajam na maionese extra-terrestre, ou cultuam o 'freudismo', 'marxismo', como mais uma crenças... 

'Ateus', se é que podemos falar em um grupo, deveriam ser mais solidários... Teoricamente, ateus, pela finitude da vida, deveriam convergir com mais facilidade para a ética, e logo uma atitude mais humana - troppo umana -, e não o contrário... Para aqueles que - não tendo entendido os argumento - pensem em acusar-me de moralismo, releiam... Ser útil à humanidade, como modelado pelo ganhador do Prêmio Nobel, John Nash, é mais inteligente... Corrigindo os princípios de Adam Smith - e ignorando o dogma marxista - Nash descobriu que em um sistema com recursos finitos a melhor performance esperada para uma economia não é - como definiu Smith - fazer apenas o que é melhor para si mesmo... Smith pensou em uma somatória simples de esforços, cada um batalhando por si mesmo, e então obteríamos a melhor das performances possíveis para o grupo... Nash modelou o fenômeno e descobriu que não, que na realidade esta sociedade hipotética viveria um incremento produtivo, para estabilizar e em seguida decair, quando os recursos escasseassem, e a matança irrompesse... Quando o egoísmo - empenhar recursos 'apenas' em si mesmo - mostrasse a sua face mais nefasta: - a burrice... Nash reformulou, devemos fazer o melhor para nós - e garantir a nossa sobrevivência - mas também fazendo o melhor para o grupo... Esta correção é conhecida como Equilíbrio Nash... Se preferir assim, o interesse derradeiro seria a prosperidade humana, da humanidade; e se preferir assim, a solidariedade é INTELIGENTE... E bela... 

Tenho ressalvas à caridade, que corresponde ao altruísmo de tipo religioso ou devoto... Sou francamente favorável e pratico a solidariedade... A diferença? Simples, a caridade vem de cima para baixo, a solidariedade acontece quando estamos lado a lado... A caridade almeja salvação e/ou absolvição dos céus... A solidariedade almeja uma vida melhor na terra... Fazer o bem pelo bem de fazer... Faça a experiência... 

Experimente dar uma oportunidade a quem precisa e quer lutar, trabalhar... Experimente praticar a justiça, reconhecendo o valor de seus comandados ou companheiros, premiando justamento o esforço... Experimente escutar a quem precisa, empenhar seu tempo em ajudar a mudar a vida de alguém... Experimente, de alguma forma, diminuir o sofrimento humano, dele, dela, deles... Experimente a solidariedade... Bate qualquer anti-depressivo, ajuda a encontrar sentido na vida, diverte, dignifica... 

Diante da morte certa viva por algo que seja maior que a sua própria vida... 

Participei no AC Carmargo de atividades com os meus companheiros maiormente céticos dos Doutores da Alegria... O nosso trabalho rolava no fim de semana... Qual é o interesse aí???

Carlos Sherman

Muçulmanos Radicais protagonizam agressão- à liberdade individual e de expressão - na Suécia





Existe uma questão bem simples, uma pergunta que formulei pessoalmente, no Irã, a um radical xiita e anti americano de carteirinha, que fez o seu curso universitário de 'Física Nuclear' - pasmem vocês - no Império de Satã: - Por que você foi viver por 14 anos nos Estados Unidos, custeado por uma bolsa americana? Por que não permaneceu na Pérsia, no Irã, neste 'magnífico país de em conhecimento e oportunidades'? Por que você decidiu embrenhar-se em meio ao inimigo para 'aprender'? Por quê? A terra abençoada por Maomé não deveria ser mais evoluída do que Império de Satã em todos os quesitos?

Este cara era um técnico - frustradíssimo - que trabalhava em um cliente nosso no Irã, rsrsrs - a Karun... Um cara execrável... Passou 14 anos nos Estados Unidos e nunca ouviu falar em Frank Sinatra... Só para ter uma ideia de como ele entendeu a cultura americana, rsrsrsrsrs... Ele não esboçou nenhum tipo de resposta, e na realidade tratou de fugir do tema, e ficou muito nervoso e exaltado; e eu também... Afinal a seguinte pergunta dele me levou a procurar o vice-presidente da empresa para exigir mais respeito; e ele foi advertido... Ele perguntou se eu fazia sexo anal com a minha esposa, rsrsrsrs... E isso porque ele vê a 'todos' os casais ocidentais como uma fiel repetição dos filmes pornográficos que ele doentiamente contrabandou dos Estados Unidos... Ele pensa que todos os casais vivem em surubas, swings, e praticando sado-masoquismo... O problema não era o sexo anal, tecnicamente, e que considero parte de uma saudável sacanagem conjugal, rsrsrsrs, mas sim o desrespeito, a maneira de perguntar... 

Também insisti expondo a incoerência deste pústula, ao explicar que carros, computadores, aviões, celulares, foram inventados e aperfeiçoados por infiéis - sob a ótica islâmica... Apesar de dirigirem majoritariamente seus 'Paikans', carros russos, inferiores ao falecido 'Lada', o automóvel é uma invenção dos discípulos de Satán, entre outras coisas... Ou seja, eles mantém costumes proto-medievais, mas utilizando computadores e celulares... A cena é ridícula, uma mulher vestida no melhor estilo do Levante Islâmico - século III 3 IV da Era Comum - segurando um celular, e andando em moto... Ou um aiatolá clássico com uma pasta 007 e subindo em um avião - Boeing 747, que foram sucateados no Irã - falando em um i-Phone... 

Eles - os iranianos - assistem clandestinamente aos jogos da NBA, adoram filmes americanos, e insistem que Elvis não morreu... Menos o meu radical interlocutor, que 'alguma vez escutou sobre um tal' Elvis... Sobre a cultura ocidental, ele diz não ter ideia quem são os Beatles... Trata-se de um cego, tapado, ou de um mentiroso e cínico... Nos dois casos, considero um boa descrição da cultura islâmica, e faltaria apenas adicional hipocrisia e cinismo, e pronto... Está descrito o ambiente da Pérsia de hoje, e de toda a área de influência desta triste realidade - mundo árabe, norte da África...

E pergunto aos radicais do vídeo: - O que estão fazendo em um país livre e pensante, longe de vossa cavernas ou tendas? Por que decidiram viver na Suécia? Por que estão 'aprendendo' com quem nada sabe? Sim, nós 'descrentes' como a maioria do solidário povo sueco tem o destino garantido no inferno... O que temos a ensinar, o que vieram aprender? Ou vieram apedrejar, guerrear contra quem pensa diferente, ou somente pensa? Qual é o sentido em tudo isso? Voltem para o seu mundo árabe, estudem por lá, estudem na terra abençoada por Maomé...

Dito e feito...

Carlos Sherman

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Louco




LOUCO

Foi ali na embocadura do rio
Donde a fonte se resguarda
D’as conas fiadas
Que confiei
A ti entreguei fios já destroçados
Rolos e mais rolos emaranhados

Foi-te nefrestando
Que antes, me nefrestei
O rio da foz quase secou
Por sorte
Tinha vertentes
O sangue já salmourado, vazou

Do vale da grande cordilheira
Muitos poços... preenchidos
De vácuos
Mas tu so-mente Louco
Podes permanecer um pouco.
Agora, calo
´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´
Vivo.. zumb’ida
Louco permanece
Oco me enlouquece
Broto, tou grávida.

(Giselle Serejo, jul-2012)

Ontológico e Etológico...


Ouça um bom conselho...




Rsrrsrss, legal, mas pega leve, rsrsrsrsrs, não saia rodopiando por aí com a sua integridade intelectual, rsrsrsrsrs... A metafísica é o desconhecimento provisório, rsrsrsrsrs... Um abraço....

Não existe nada mais belo do que a realidade... Alias não existe nada senão a realidade, rsrsrsrsrs... Seja ela expressa em poesia, música, em dados ou em leis físicas...

Mas o 'ontológico' também constitui falácia, rsrsrsrsoso... O conhecimento do ser é o conhecimento do corpo, da fisiologia, e do subsequente comportamento... Nada é ontológico... O comportamento é Etológico... Onde uns - ou muitos - vêem mistério, outros - poucos - vêem apenas complexidade... E estou entre eles...

Carlos Sherman

Lewandowski, crime ambiental...




LewndowSe mandasse a mulher poderia, Lewandowski?
Por Mônica Bérgamo, na Folha de São Paulo:

REPETECO
O ministro Ricardo Lewandowski explica por que negou habeas corpus para um réu que roubou um farol de R$ 13 de uma motocicleta. Carcereiro de uma delegacia em Tatuí (SP), ele já havia furtado outros veículos guardados no local. Lewandowski diz que levou em conta não o valor do furto, mas o fato de que, como funcionário público, ele deveria dar exemplo e não sair depenando bens sob sua guarda.

Comentário do prosa: Será que o digníssimo ministro pensaria o mesmo caso o carcereiro enviasse sua esposa para pegar o farol de R$ 13, como fez o impoluto (segundo ele) deputado João Paulo Cunha?

NO MAR
No caso em que condenou um pescador que fisgou 12 camarões em Santa Catarina, o ministro disse entender que crimes ambientais não podem ser enquadrados no princípio da insignificância penal. Ele foi voto vencido nos dois casos.

Afinal 12 camarões é crime ambiental? Sem comentários.

Lewandowski em Nuremberg




Como Lewandowski julgaria Hitler em Nuremberg
Por Antonio Carlos Vianna Braga




"Senhores, não existem filmes, fotos, nem testemunhas de Hitler abrindo registro de gás em campos de concentração, nem apertando o botão de uma Bomba V2 apontada para Londres, pilotando um caça Stuka, dirigindo um tanque Panzer, disparando um torpedo de um submarino classe U-Boat sobre seu comando a navegar no Atlântico ou mesmo demonstrando habilidades no manuseio de um canhão antiaéreo Krupp, manipulando uma metralhadora MP40, uma pistola Walther P-38 ou simplesmente dirigindo um jipe Mercedes Benz acompanhado do general Von Rommell pelos desertos do norte da África.



Por isto, parece claro que não existe nada a incriminá-lo. Com certeza, ele não sabia de nada. Não via nada. A oposição diz que foram queimados documentos incriminatórios importantes, mas nada, absolutamente nada foi comprovado, apenas evidenciou-se a existência de cinzas e destroços por todos lados que somente foram trazidos com a chegada dos americanos e russos que não fazem parte da peça de acusação do processo entregue pelo "Parquet"; o Sr. Procurador.



Afinal, ele seria apenas um Chanceler e presidente do Partido Nazista; ou seja. ele não passava de um mequetreque. Jamais foi pego, ou mesmo visto transportando armamentos debaixo dos braços (tipo pão francês) ou carregando pacotes de dinheiro nas cuecas.



Alguns relatos que citavam seu nome eram meros registros de co-réus, como alguns membros da Gestapo, os quais, por conseguinte, são carentes de confiabilidade.



Outros relatos são de inimigos figadais - os denominados "Países Aliados" e assim longe de merecerem qualquer relevância para serem tomadas como fundamentos de acusação. 



Alguns o acusam de ter invadido Paris e desfilado sob o Arco do Triunfo. Esta é mais uma acusação inventiva dos opositores. Ele apenas foi visitar seu cordial amigo o General De Gaulle que infelizmente havia viajado para o sul da França. Ele então, teria apenas aproveitado a sua viagem para passear e fazer compras na Avenue de Champs Elysées com seus amigos. Qualquer outra conclusão é mera ilação ou meras conjecturas que atentam a qualquer inteligência mediana. Por aí, vemos que nada, contribui para a veracidade das acusações.



Não afasto a possibilidade dele ser o suposto mentor intelectual, mas nada, repito, nada consubstancia esta hipótese nos autos. E olha que procurei em mais de 1 milhão e 700 mil páginas em 10.879 pastas do processo. 



E não podemos esquecer que ele foi vítima de diversos atentados que desejavam sua morte, articulados pela mídia e pelas potentes e inconformadas forças conservadoras. Seus ministros como Goebbels, Himmler, Rudolf Hess e outros também nada sabiam. Eram coadjuvantes do NADA; sem nenhuma responsabilidade “de facto". 



O holocausto talvez tenha sido um suicídio coletivo ao estilo do provocado há anos nos EUA pelo Pastor Jim Jones. É, ainda hoje, um tema controverso. Assim trago aos pares, como contraponto, a tese defendida pelo notório filósofo muçulmano, Ahmadnidejah, que garante a inexistência de tal desgraça da humanidade.



Assim - já estou me dirigindo para encerrar meu voto Sr. Presidente - afirmando acreditar que todos eles foram usados, trapaceados por algum aloprado tesoureiro de um banco alemão que controlava financeiramente a tudo e a todos; especialmente os projetos políticos e as doação corruptivas. E tudo em nome da realização de um plano maquiavélico individual de domínio total que concebeu e monitorava do porão da sua pequenina casa nos Alpes. 



"Enfim, depois de exaustivas e minuciosas vistas nos autos, especialmente nos finais de semana, trago aos pares novos dados que peço ao meu colaborador Adolfo para distribuir a todos. Depois desta minha "assentada" declaro a improcedência da ação, inocentando por completo o réu por falta de provas. É como voto Sr. Presidente."



Qualquer semelhança deve ser entendida como mera coincidência.


E um cúmplice de Lewandowski retrucou:


Certamente como um bom revisor deve fazer, seja o reu Hitler, Stalin ou aquele serieal killer lá da Noruega.
É preciso corrigir o texto acima no que trata do caso Jim Jones, ocorrido na Guiana e não nos EUA. Ele tb poderia ter sido o caso ds torturas e mortes ocorridas nos porões da ditadura militar do Brasil. Teriam os presidentes Médice e Geisel, chefes do governo no período mais terrível, autorizado aqueles procedimentos. Prefiro achar que não, principalmente o Geisel, que ao demitir o comandante do II Exército em São Paulo, após a morte do operário Manoel Fiel Filho, poucos dias após a morte do jornalista Wladimir Herzog, desencadeou uma das maiores crises dentro do exército, agravada quando escolheu para sucedê-lo o general Figueiredo, comprometido com a abertura política. A linha dura queria o general SIlvio Frota e essa briga interna teve reflexos por todo o canto...

Rsrsrsrsrs, revisor? Um revisor revisa o que é relatado - pelo relator... As cartas de Lewandowski - Toffoli, entre outros integrantes da quadrilha - já estão marcadas, antes mesmo de que haja um objeto... O objetivo é a impunidade... Lá vem o velho discurso - criminoso - anti-americano, versando sobre 'os porões da ditadura', e desfraldando a velha e carcomida bandeira da farsa ideológica de esquerda - brasileira e internacional... Rsrsrrss, é bem interessante ver como os mágicos trabalham: 'Preste atenção na minha mão, tenho três cartas...'... E o truque de tentar desviar a atenção da verdade... Consideraria a ditadura brasileira, e outros juízos se antes pudéssemos cuidar dos criminosos de agora.... Aceitaria considerar um flash back para julgar a Inquisição, se pudéssemos antes tratar da pedofilia... Aqui e agora... Se pretende autoridade moral para discutir o passado, demonstre a sua honestidade no presente... Temos que segurar os caras hoje, os bandidos de hoje, para dispormos de autoridade moral para julgar o passado...

E outro:
Estou atentando entender o que disse o Sr. Carlos Leger Sherman Palmer, e não consigo. Ser anti-americano é ser criminoso? então, eu o sou.

Considero repetir um discurso responsável pela chacina de milhões 'sim'... Ser anti-americano é só burrice e ignorância... Mas usar toda esta estorinha para iludir, submeter, e roubar, sim... Sem dúvida é criminoso... CRER em toda esta palhaçada histórica é somente uma defasagem neurocognitiva e cultural.... Mas os inocentes úteis são apenas vítimas... O problema aqui, e criminoso, são os marginais do púlpito marxista... Um dos maiores esquemas ditatoriais e assassinos de todos os tempos... Direita e esquerda, mera conversa afiada... Criminosos execráveis, todos...

Embrulha o estômago ver um defensor da cretinice petista instaurada no judiciário...

Isso é bem bíblico, e cristão... Metaforicamente, analogamente... A esquerda imbecilizada, ainda acredita, e quer que acreditemos, que são os detentores da moralidade... E incorrem solenemente na falácia da falsa dicotomia... Ou você está conosco ou gosta da ditadura... Ou você está conosco ou é um filho da puta... Não senhores, se estamos com vós somos bandidos... Cúmplices, de uma quadrilha... Se existem outras à direita, ao centro, em cima, ou embaixo, por mero embuste conceitual - ou de posição geográfica -, vamos deflagrar novos processos... Não engavetar este...

 A questão é simples.. O texto mente???

Carlos Sherman - Putíssimo...

Colóquios...




Uma amiga publicou - e em resposta a 'colóquios' anteriores:

Amiga: - Decido perder todo o tempo do mundo naquilo que acredito...tempo sem tempo...hora..sem hora...o marco..eu faço...na construção do agora...sem filosofias..sem...dados preconcebidos..apenas alinhando os meus chacras...do umbigo ao furibundo fio de cabelo...eu sigo...vou indo..

6 pessoas curtiram isto....

E mais:

Amiga: - e se a ponte começar a pender..aí eu juro..vou crer que eu consigo..despender..vou para o lado propenso...penso..penso pro..não mucho...só um poucucho

E desafiou, fazendo uma alusão a outra conversa:

Amiga: - pero..

Respondi:

'Pero', está é a sua realidade genética, neuro-cognitiva e cultural , rsrsrsrsrs... Sou intenso 'pero' mais consequente... Não gostaria de terminar a vida antes de ter feito alguma coisa de fato pela humanidade... Não vivo todo o tempo na primeira pessoa do singular... Sem saber como a vida realmente funciona, não poderei colaborar - de fato... Por isso Ético, logo Cético... Porque pretendo alguma utilidade de meus dias... Utilidade para os demais, a partir da curtição do meu curto passeio pelo universo... Nada messiânico, apenas útil... 

Ahhh, e não 'decide perder todo o tempo'... Simplesmente 'perde todo o tempo', em função de quem 'é'... Somos quem somos sem intencionar sê-lo... Mas somos... E quem você 'é', exalta e dignifica a poesia da vida - mais do que está em condições de debatê-la, rsrsrs... Mas que não seja sempre em primeira pessoa, subjetiva e ontologicamente, rsrsrsrsrs.... Estou apenas debatendo, e curtindo... E neste caso, discordando... Rsrsrsrs, não me mande à merda tão cedo, rsrsrsrs....

Isso porque a vida não é 'virtual', e uma questão de opinião... Existe um cenário material, físico, existem personagens materiais e bioquímicos, e os papéis são mais previsíveis e documentados do que perce... A REALIDADE é REAL... As interpretações desta realidade, que residem em nossa fisiologia cerebral, podem provocar a ilusões... Aproximar-se da realidade é equivalente a aproximar-se da vida... Assim como entender a morte, a epítome da realidade, nos leva a entender a vida... Pura e simplesmente... Nos pântanos metafísicos, e carregados de dogmas, nos arrastamos sem conhecer a luz do dia... 

Carlos Sherman

Lawrence Krauss e Michio Kaku - O Primeiro Segundo (LEGENDADO)

Sr. Divindade - O Criacionismo é Tão Apropriado Para Crianças (LEGENDADO)

Mais sobre ventos...


Desperdício...




Viver é mergulhar na realidade... Fantasiar a realidade é um desperdício da vida... Quem é vítima deste viés neural, e por vezes cultural, desperdiça a vida... Mas normalmente não sabem disso, e reclamam o seu direito de escapar à realidade... Podemos medir a sua ausência apenas pelo fato de que - por estarem imersos em ilusões - pouco produzem em benefício da humanidade...

O que seria da realidade se ainda estivéssemos de joelhos, orando para que a possessão demoníaca da 'dengue' deixasse o corpo de nossos entes queridos? Estaríamos ainda contando os nossos mortos, infantes, pela tabuada do Homem de Cro-magnon, pelos tempos bíblicos ou pela Idade Média? O que seria da realidade se ainda dormíssemos no berço esplêndido criado por deus, bem no meio do da superestrutura do Universo? Nem satélites, nem televisão, nem computador, nem BLOG, nem a sua nem a minha mensagem... Quantos mistérios mais sucumbem e escondem a vida? Quantos mistérios mais escondem e sucumbem a realidade? Galileu e Giordano Bruno que o digam...


Carlos Sherman

Cosplay...





O 'cosplay' - entre outros comportamentos sintomáticos - é uma severa e clara disfunção neural com a codificação da realidade... Requer tratamento especializado... 

A realidade é a melhor fantasia que existe... 

Carlos Sherman


Ser diferente...



Intencionar SER DIFERENTE é uma forma previsível de SER IGUAL - e patético...

Carlos Sherman

Tudo Ilusão...




Publicaram a bela mensagem acima... Um lugar comum nos círculos da auto-ajuda... E choveram comentários típicos...

"Quando é pra dar ninguém segura"
"...e mesmo que os ventos soprem contra, tudo acontece..."
"sim...eu penso que sim...mesmo que o tufão varra a superfície...contra..se for para ser..será."
"o oposto..é genial...mesma coisa...as vzs queremos coisas...queremos..e queremos..e nem adianta..é pura perda de energia"

Comentei:

Tudo ilusão... Trata-se da nossa afinidade por fenômenos simplistas e causais... Causa e efeito simples, ordinária, direta... Uma causa está relacionada a apenas um efeito... E ao nosso equívoco na detecção de padrões e correlações... Além de uma visão moral do universo... Um falso positivo... Tudo ilusão...


Na verdade, quando dá certo, pode ser que os ventos tenham contribuído... Mas não porque exista um plano traçado ou uma gestão do destino... Trata-se de uma análise à posteriori... 'Deu certo', legal, os ventos sobraram 'coincidentemente' ou 'contingentemente' para o lado certo... Mas não existe o 'quando é pra ser'... Não existe uma lei da atração, do retorno, ou nenhuma outra decorrência metafísica... Não existe a metafísica, apenas provisório desconhecimento...

Carlos Sherman

Xavier... Outra vez...




Uma amiga publicou:

‎"Na vida, não vale tanto o
que temos, nem tanto importa o que somos.
Vale o que realizamos com aquilo que
possuímos e, acima de tudo,
importa o que fazemos de nós!"

Chico Xavier

Rsrsrsrs, é verdade... A experiência nos torna muito mais felizes do que as compras... Gaste seu dinheiro com experiência e não com artigos... Nada contra a mensagem...

Mas vamos ao autor... Xavier também desprezou os bens materiais, é certo, mas sua forma de 'ser' resultou em bens materiais para muitos... O fraudulento e desacreditado espiritismo kardecista, irrompe cheio de vida, e viral, em Uberada... Pelas ações de um homem doente - esquizofrênico -, aparentemente generoso, mas integrante de uma quadrilha de bandidos que praticou crimes contra a fé e a esperança gente humilde e desesperada... A quadrilha de Uberaba contava entre seus malfeitores Waldo Vieira e Otília Diogo - irmã Josefa... O primeiro confessou seus crimes, a segundo foi presa... E Xavier? Xavier curou o câncer e a tuberculose, mas não foi capaz de curar a calvície... Xavier foi um espírito evoluído capaz de bizarrices vaidosas como usar perucas... E mentiu, e participou de fraudes grotescas, febris... E Xavier, que pouco lucrou além do seu parco sustento - sem nunca -, encheu os bolsos daqueles que 'sim' lucram e muito com a cinematográfica verborragia e o charlatanismo da auto-ajuda espírita... 

Gostaria de ter interpelado Xavier - em vida: 

Fazer o bem sem enganar a quem.... 

Me levantarei sempre que a falácia Chico Xavier for evocada... Ele morreu e não teve lá uma vida das melhores, mas luto contra os criminosos oportunistas que lucram com toda esta palhaçada... Até a esposa de Kardec foi a julgamento por fraude, e seus sócios tiveram destino pior... Apenas no Brasil reside esta sandice espírita... Recomendo aos que vêem coisas, e que vêem demais em Xavier, que consultem um especialista... O problemas é sério, e falo sério... São problemas nos lobos temporais, e em muitos casos pode tratar-se de epilepsia, já que esta enfermidade, e poucos sabem disso, em 80% dos casos não possui sintomas convulsivos... O diagnóstico vem de crendices como esta, e de ver coisas, e considerar que é um escolhido de deus... Também existem problemas no filtro da realidade, no córtex cingulado ou na parte anterior do lobo frontal... E finalmente o complexo dopamínico pode estar rateando... Mensagem óbvia, de autor falacioso... Triste destino...

Carlos Sherman

O Ontológico - e o REAL...




Uma amiga publicou:

Oi insônia velha de guerra. 
Estou aqui diante de seu altar lotado de livros, com uma pequena angústia no peito. Sensação que quase nunca me abandona, apenas tira férias de vez em quando. Uma inquilina que aprendi a conviver. 
Foda é quando ela abre o ralo que fica no centro do meu peito e começa a puxar tudo que está em volta pra dentro. Meu coração acelera por qualquer barulho. O mundo perde um pouco o colorido, perde o sentido, mas sei que logo eles retornarão. Me guio por minha fé. 
O futuro é um Deus que se alimenta dessa esperança por dias melhores, e esse Deus só pode agir através dos passos meus. 
Então faço minha oração. Oração que não aprendi na igreja e nem com qualquer religião. Oração da consciência de que sou homem e carrego comigo as responsabilidades que tenho nesse mundo, e elas não são poucas, pois desfruto de muitos privilégios. 

Comentei:

Genial, 'pero' chamar - mesmo que metaforicamente - vosso ato racional de 'fé' e o 'privilégio' de vossa consciência de 'oração', evoca a hesitação que permeia outros atos, de outros homens, naquilo que se convencionou chamar de falácia 'nomotética'... Mas entendi e adorei... Mensagem consistente, embalada por inescrutável poesia... Genial...

E replicou:

sempre haverá pero, Carlos Leger Sherman Palmer... é ontológico isso...

Trepliquei:

Mas o 'ontológico' também constitui é falácia, rsrsrsrsoso... O conhecimento do ser é o conhecimento do corpo, da fisiologia, e do subsequente comportamento... Nada é ontológico... Onde uns - ou muitos - vêem mistério, outros - poucos - vêem apenas complexidade...

E estou entre eles...

Carlos Sherman