Pesquisar este blog

DESTAQUE

A CIÊNCIA DO ERRO | Sobre Verdades, Veracidade e Realidade Objetiva - Parte 1: Uma resposta a Marcelo Gleiser

A CIÊNCIA DO ERRO Sobre Verdades, Veracidade e Realidade Objetiva Parte 1:   Uma resposta a Marcelo Gleiser Dedicado ao me...

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

ALMA???


ALMA

Noite em Chajnantor deserto do Atacama -Chile. As antenas do observatório  
ALMA a procura  dos mistérios do universo  24 horas por dia. 
Crédito da Imagem: ESO / NAOJ / NRAO

Atualmente em construção no deserto do Atacama-Chile a uma altura de 5000 metros 
sobre o nivel do mar o ALMA (Atacama Large Millimeter/submillimeter Array) é um 
empreendimento revolucionário no seu conceito científico, o seu projeto de engenharia, 
e de sua organização como um esforço científico mundial. Este observatório será composto
inicialmente de 66 antenas de alta precisão e com uma possível extensão deste numero 
no futuro, estas antenas trabalham juntas em comprimentos de onda milimétricos e 
submilimétricos.
A chegada da primeira antena européia  para Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA). 
A antena de 12 metros de diâmetro chegou ao planalto do Chajnantor, a 5000 metros acima do nível do mar, 
no deserto de Atacama no Chile.Crédito: ALMA (ESO / NAOJ / NRAO)

O ALMA irá abrir um novo universo de conhecimentos para a humanidade, permitindo 
que os cientistas desvendem antigos e importantes mistérios astronômicos, em busca 
de nossas origens cósmicas, graças à sua alta resolução e sensibilidade e ao esforço de 
cientistas e engenheiros de todo o mundo que trabalham neste projeto os quais enfrentam 
desafios sem precedentes. Uma vez em funcionamento este observatório, começara 
sondar as primeiras estrelas, galáxias, e exo-planetas, possivelmente descobrindo 
os primeiros traços de vida.
Emissões de rádio em diversas frequências do composto molecular (CH3CH2CN). 
Em Azul, as medições feitas em laboratório terrestres e vermelho as medições feitas 
pelo ALMA de uma região de formação de estrelas na constelação de Orion. 
Créditos da Imagem:  Fortman, et al., NRAO/AUI/NSF and NASA 

Para os astrônomos detectar planetas orbitando outras estrelas é uma tarefa particularmente difícil. 
Para responder a questões fundamentais sobre sistemas planetários, como a sua origem, a sua evolução, 
e sua freqüência no Universo, os cientistas precisam encontrar e estudar muitos mais planetas 
extra-solares. Segundo os cientistas, o ALMA irá fornecer informações valiosas sobre os sistemas 
planetários extra-solares em todas as fases de sua evolução. O ALMA será capaz enxergar imagens 
sistemas planetários nos primeiros estágios de sua formação. Também irá ser capaz de detectar sistemas 
estelares muito mais jovens, de baixa massa e examiná-las para determinar se eles têm os discos a partir 
do qual são formados os sistemas planetários. Além disso,ALMA poderia ser usado ​​para examinar 
as propriedades destes discos como. o tamanho, temperatura, densidade e a sua composição química. 
Esquema de como funcionam um interferômetro, quando juntadas as imagens obtidas dos telescópios
separados, o produto é uma imagem como se for obtida por um Telescópio gigant
e




Por que nós nos referimos a ALMA como um único telescópio, quando há muitas antenas 
separadas? As antenas que formam o ALMA têm um design muito avançado o qual permite 
que as antenas trabalhem juntas como um único telescópio.
Em conjunto todas estas antenas simulam ser o telescópio mais poderoso do mundo.  
De fato, sem essa proeza tecnológica, os objetivos ambiciosos do ALMA seriam inatingíveis. Isto é devido a um limite fundamental colocado em qualquer telescópio com um único prato principal ou espelho, que regula a nitidez 
possível da sua visão

Durante a operação, as 66 antenas serão combinadas para formar imagens de altíssima resolução, similar às 
que seriam obtidas por uma única antena gigante de 16 quilômetros de diâmetro.
Crédito da Imagem: ESO / NAOJ / NRAO

Uma matriz de muitas antenas individuais espalhadas sobre uma área muito grande, que 
trabalham em conjunto, é conhecido como interferómetro. A resolução de um interferómetro 
não depende do diâmetro dos pratos das antenas individuais, mas sim depende da 
separação máxima entre as antenas. Aumentando a distância máxima entre as 
antenas aumenta o poder de resolução do interferómetro, que lhe permita detectar 
pequenos detalhes. A capacidade de ligar antenas ao longo de linhas de base de muitos 
quilômetros é crucial para se obter uma resolução extremamente boa e um elevado grau 
de pormenor nas imagens.

Em 12 de abril de 2012, o interferômetro Internacional Alma, depois de Hubble e Herschel observou a estrela 
Fomalhaut fascinante. A imagem de infravermelhos do telescópio espacial Herschel foi tomado no comprimento 
de onda micron 70, Hubble capturado na gama de 0,5 microns e Alma na gama de 850 microns. Ele mostra um 
belo anel de cinqüenta bilhões de quilômetros, girando em torno da estrela Fomalhaut, uma jovem de 250 milhões 
de anos.


A Matriz principal do ALMA terá 50 antenas de 12 metros, dispostos em configurações 
distribuídas por distâncias de 150 metros a 16 km, Mais quatro antenas  de 12 metros e 
12 antenas de 7 metros que  formarão a matriz Atacama Compact A matriz, assim, 
simulara um telescópio gigante e único, muito maior do que qualquer um que poderia ser 
realmente construído. Na verdade, o ALMA terá uma resolução tão boa que é melhor do 
que é alcançada, em comprimentos de onda visíveis, pelo Telescópio Espacial Hubble.

observatório ALMA no deserto do Atacama/Chile

FONTE: ESO / NAOJ / NRAO

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

O Buraco Negro da Fé Judaico-Cristã-Islâmica - Alcorão



O Alcorão não foi estruturado como livro durante a vida de Maomé... À medida que o profeta recebia as - ditas - revelações, jovens - relativamente - letrados de sua comitiva tratavam de converter em texto, sob a supervisão auspiciosa de Zayd ibn Thabit, o 'coordenador' deste grupo arquivista... Thabit parecia antecipar o trabalho editorial que viria a seguir e tratou de dar equilíbrio aos registros no contexto do que um dia viria ser uma obra literária... 

Os textos foram preservados em materiais diversos, tão variados como folhas de tamareira, pedaços de pergaminho, omoplatas de camelos, pedras, paredes de cavernas, e também na 'memória' dos seus primeiros seguidores... Durante as noites do Ramadão, por exemplo, Maomé recapitulava as tais 'revelações', em conferências onde estavam presentes os logógrafos - escritores profissionais - e os hafiz - fiéis seguidores que conheciam as passagens de cor...

Somente depois da morte de Maomé - em 632 -, iniciou-se o longo processo de recompilação dos diversos fragmentos, primeiramente sob a direção do califa Omar, e depois do 'editor', o califa Abu Bakr, auxiliado por diversos logógrafos e por dois hafiz... Cópias das primeiras 'edições' estão guardadas em  museus no Iraque, no Egito - Museu do Cairo - e no Uzbesquistão... Para os Muçulmanos, esta é a maior prova de que o Alcorão "nunca foi modificado em sua existência" - o que veremos mais adiante, não é minimamente verdadeiro -, muito embora as 'revelações' de Maomé tenham passado por 'muitas e hábeis mãos' até a edição final... Apenas por curiosidade, a primeira versão completa do Alcorão foi publicada no Ocidente  em 1694 por Abraham Hinckelmann - de Hamburgo -, um estudioso não-muçulmano...

O Alcorão descreve as 'origens do mundo', do 'homem' e as suas relações com 'o criador', e versa sobre 'moralidade'; copiando em parte o modelo Bíblico, do qual Maomé era conhecedor e seguidor... Maomé se auto-proclama o mais recente e último dos profeta do 'Deus de Abraão', em uma linhagem que considera - em ordem decrescente Jesus, Moisés, Davi, Jacob, Isaac, Ismael, além do patriarca Abraão... Assim como a Bíblia, o Alcorão também interfere diretamente na leis, rege os aspectos culturais, define moralidade, regras para trocas, comércio, etc... Foi escrito com o intuito de ser recitado e memorizado sem cessar... Os muçulmanos consideram o Alcorão sagrado, inviolável, inquestionável... 

Politicamente Maomé unificou várias tribos árabes, o que permitiu a constituição de um império islâmico, que se estendeu da Pérsia até à Península Ibérica e Sul da França, passando por Bizâncio, e pelo Norte da África, e controlando todo o Mediterrâneo... Um imperialismo teológico, nos moldes da Santa Sé, e das Cruzadas: O Levante Islâmico... Nascido em Meca, Maomé foi durante a primeira parte da sua vida um comerciante, e realizou extensas viagens para a sua época... E neste contexto teve contato com a Bíblia, fonte de sua insPIRAÇÃO... Costumava isolar-se para orar e meditar nas montanhas perto de Meca... Diz a lenda que em 610, quando Maomé tinha quarenta anos, enquanto realizava um desses 'retiros espirituais' numa das cavernas do Monte Hira, foi visitado pelo anjo Gabriel - lá vem ele outra vez -, que teria ordenado a Maomé que recitasse uns versos enviados pelo próprio deus, o deus judaico-cristão, que agora passaria também a ser islâmico... 'Gabriel', o mensageiro, comunicou que deus havia escolhido Maomé - como fizeram antes com Abraão - como o último profeta enviado à humanidade... Destes delírios nasceu o Alcorão...

Na verdade Maomé seria também, 'segundo Gabriel', uma espécie de 'revisor' dos outros profetas... Aliás os muçulmanos desejam matar os judeus e cristãos, apenas por não haverem aceitado a figura do 'revisor', e último profeto... No Irã pude constatar de perto esta realidade... Eles afirmam "nós aceitamos Abraão, Cristo, e eles não aceitaram ao último e mais importante, Maomé", sendo este o motivo suficiente para declararem a sua Jihad assassína... "Morte aos infiéis"....

Muitos habitantes de Meca rejeitaram Maomé, alguns o perseguiram, mas depois viriam a ser terrivelmente perseguidos... A Caaba - "O Cubo" - era um centro importante, pois atraía peregrinos de diversos locais... O politeísmo era difundido e a idolatria era também uma fonte de lucro... Portanto, a condenação maometana à idolatria e sua imposição monoteísta - nos moldes bíblicos - seriam prejudiciais ao comércio mequense controlado pelos coraixitas...

A Caaba ou Kaaba - O Cubo -, "A Casa Sagrada/Proibida", é uma construção cuboide, reverenciada pelos muçulmanos na mesquita sagrada de al Masjid al-Haram em Meca, sendo considerada pelos devotos do Islã como o lugar mais sagrado do mundo... Mas a Caaba já estava lá ante de Maomé... E foi necessário, nos moldes do sincretismo judaico-cristão, com outros cultos romanos - como Mitra, Júpiter -, incorporar a Caaba... Trata-se tecnicamente de uma construção obviamente cúbica, de cerca de 15 metros de altura, permanentemente coberta por um manto escuro com bordados dourados, que é regularmente substituído... Em seu exterior, encravada em uma moldura de prata, encontra-se a Hajar el Aswad - "Pedra Negra" -, uma pedra escura, de cerca de 50 centímetros de diâmetro, que é uma das relíquias mais sagradas do islã, muito embora existisse bem antes de Maomé... Trata-se provavelmente de um fragmento de um meteorito... A Caaba, apesar do pendenga de Maomé contra os cultos politeístas que giravam em torno dela, é ironicamente o centro das peregrinações muçulmanas (hajj), e para onde o devoto muçulmano volta-se no momento de recitar o Alcorão (salat), várias vezes por dia.. Ironicamente este é o lugar mais sagrado do Islã....

Quando Maomé repudiou os deuses pagãos e proclamou um deus único, reza a lenda islâmica, que "Alá", muito condescendente, decidiu poupar a Caaba... E antão de 'poupada', passou a 'meca' da nova religião reinante por aquelas bandas... No período pagão, a Caaba provavelmente simbolizava o sistema solar, abrigando 360 ídolos, sendo assim uma representação zodiacal... O edifício foi restaurado diversas vezes; a construção atual é datada do século VII, substituindo a mais antiga que foi destruída no cerco de Meca em 683, pelo próprio Maomé e seus fanáticos seguidores... Teologia política, porque Maomé era esquizofrênico, mas não era bobo...

E tem mais, segundo a fábula islâmica, quando Abraão propagou pelo Iraque a crença monoteísta JUDAICA, foi perseguido... Então, sendo necessário um novo local, simples, que servisse como novo ponto de adoração monoteísta, Abraão teria escolhido Meca... Pela simples razão de "Meca ser, geograficamente, o centro do mundo"... É? É mole ou quer mais... Mas eles são tinhosos, e dizem que isso está 'profetizado', a construção da Caaba, no Alcorão e na Bíblia:

"E apareceu o SENHOR a Abrão e disse: À tua semente darei esta terra. E edificou ali um altar ao SENHOR, que lhe aparecera.
E moveu-se dali para a montanha à banda do oriente de Betel e armou a sua tenda, tendo Betel ao ocidente e Ai ao oriente; e edificou ali um altar ao SENHOR e invocou o nome do SENHOR." 
Gênesis [12, 7,8]

Me parece claríssimo, não acha??? Mas também foi descrito no Alcorão:

"E quando Abraão e Ismail elevam as fundações da casa, dizendo, Nosso Senhor! aceita de nós (este trabalho). Certamente Tu escutas, és conhecedor." 
Capítulo [2, vers. 127]

Claríssimo, como sempre...

Mas em função da enorme rejeição, em 622, Maomé foi obrigado a abandonar Meca - similar à fuga do Egito -, e esta migração sagrada é conhecida como a Hégira (Hijra)... De Meca Maomé fugiu para para Yathrib (atual Medina)... Em Yatrib, Maomé fundou e tornou-se líder da primeira comunidade muçulmana... Seguiram-se anos de batalhas sangrentas entre os habitantes de Meca e Medina, pelo simples fato de que os muçulmanos queriam impor a conversão aos infiéis... Maomé e seus seguidores fanáticos seguidores foram vencedores... E o mundo perdeu com isso, mais do que os habitantes de Meca... Mas certamente a sandice cristão teria avançado ainda mais, se Maomé não fosse o contraponto, ou talvez simplesmente o mundo árabe livre da tirania maometana pudesse representar um vetor de lucidez, nesta zona tão devastada pela ignorância... Antes de morre Maomé conseguiu unificar praticamente todo o mundo árabe sob o signo marcial do islamismo...  Morreu de causas naturais, doente, com muita febre, talvez com AIDS, talvez em função de alguma doença venérea, aliás, com tantas mulheres, sem distinção de idade, como a sua 'gatinha de 09 anos'... Ou de câncer, quem sabe... Mas Maomé morreu aos 62, e viveu mais do que Cristo, que morreu prematuramente antes de completar 34 - supostamente condenado à morte por incentivar a desordem...

O Alcorão é pois a palavra de deus para os muçulmanos - assim como a Bíblia serve aos judeus e cristãos -, sagrado e imutável, e que fornece TODAS as respostas acerca das necessidades humanas diárias, tanto espirituais como materiais... Ele discute 'deus', seus nomes e atributos, discute o destino dos crentes e suas virtudes, e o destino dos não-crentes (kuffar)... Discute até mesmo temas ligados à 'natureza', evidentemente de forma absurda... Os muçulmanos não seguem apenas as leis do Alcorão, eles também seguem os exemplos do profeta ou Sunnah, e um 'guia prático para a interpretação do Alcorão' ou Hadith... Os muçulmanos também seguem o livro de Ibrahim (que se perdeu, já era), a lei de Moisés (Torá, Antigo Testamento ou Pentateuco), os Salmos de David (o Zabûr) e o evangelho de Jesus (o Injil, ou Novo Testamento)... O Alcorão descreve cristãos e Judeus como "povos do Livro" (ahl al Kitâb)... Os ensinamentos do Islã remontam muitos dos personagens do judaísmo e do cristianismo... Personagens bíblicas como Adão, Noé, Abraão, Moisés, Jesus, Maria e João Batista são também mencionados no Alcorão como profetas do Islã... No entanto, os muçulmanos referem-se a tais personagem por seus nomes em árabe, o que criar a ilusão de que se tratam de personagens diferentes - como Alá para Deus, Iblis para Diabo, Ibrahim para Abraão, etc... Os islâmicos também apostam no Juízo Final, e na vida após a morte (Akhirah)...

O Alcorão está organizado em 114 capítulos, denominados suras, divididas em livros, seções, partes e versículos... No mesmo esquema da bíblia... Considera-se que 92 capítulos foram 'revelados' a Maomé em Meca, e 22 em Medina... Mas os capítulos estão sequenciados em função do seu tamanho, e não de acordo com a cronologia... Cada sura pode por sua vez ser subdividida em versículos (ayat)... O número total de  versículos é 6536 ou 6600, conforme a forma de os contar... A sura maior é a segunda, com 286 versículos; as suras menores possuem apenas três versículos... Apesar de numerados, os capítulos são tradicionalmente identificados por nomes como por exemplo: 'A Vaca', 'A Abelha', 'O Figo' ou 'A Aurora'... Muito embora o conteúdo de cada capítulo - ou suras - normalmente não tenham nenhuma relação com o título...

Suras:

Abertura; A vaca; A tribo de Omran; As mulheres; A mesa servida; O gado; As alturas; Os espólios; O arrependimento; Jonas; Hud; José; O trovão; Abraão; Al-Hijr; As abelhas; A viagem noturna; a gruta; Maria; Taha; Os profetas; A peregrinação; Os crentes; a luz; O discernimento; Os poetas; As formigas; As narrativas; A aranha; Os bizantinos; Lukman; A prostração; Os coligados; Sabá; O criador; Ia. Sin; As fileiras; Sad; Os grupos; O perdoador; ; Os versículos detalhados; a consulta; Os ornamentos; A fumaça; a ajoelhada; As dunas; Muhamad; Vitória; Os aposentos; Kaf; Os furacões; O monte; A estrela; a lua; o clemente; O dia inelutável; O ferro; a discussão; O reagrupamento; A mulher testada; as fileiras; Sexta-feira; Os hipócritas; O logro mútuo; O divórcio; As proibições; O reino; A pena; O inelutável; As escadas; Noé; Os djins; O encontro; O emantado; A ressurreição; O homem; Os emissários; A notícia; Os arrebatadores; Ele franziu as sobrancelhas; O obscurecimento; a terra fendida; Os defraudadores; Fenda no céu; As constelações; O visitante da noite; O altíssimo; O que tudo envolve; A aurora; a cidade; O sol; A noite; A manhã; O alívio; O figo; O coágulo; Kadr; A prova; O terremoto; Os corcéis; a calamidade; A rivalidade; A tarde; O difamador; O elefante; Koraich: A caridade; a abuindância; Os descrentes; O socorro; A corda de esparto; A sinceridade; A alvorada; Os homens;

Mas a versão do Alcorão usada atualmente, sofreria ainda mais um revisão, desta vez final, e comandada por 'Uthman ibn 'Affan, o Terceiro Califa - chefe muçulmano -, cerca de vinte anos após a morte de Maomé... Finalmente o material 'revelado', transmitido verbalmente, anotado por muitos, revisado por outros, decorado, recitado novamente, reeditado, revisado mais uma, duas três vezes, viria a se tornar o Alcorão oficial... E Uthman não perdeu tempo, ordenando a severa destruição de todas as outras versões existentes à época... Muitos protestaram contra, e não viveram para protestar mais... Mas tais protestos mostraram que poderiam haver importantes variações entre as diferentes versões do Alcorão... 

Muitas contradições advém de todas estas emendas... De acordo com a 'tradição', um tal de Mas'ud - brother de Maomé - estava escrevendo as suratas (cada um dos capítulos em que se divide o Alcorão), enquanto um tal de Zaid ainda era um bebê... Na mesma época, outro escritor, Ubay, secretário pessoal de Maomé, também estava dedicado aos contos, ou suratas... Sendo que, ao final, estas versões acabariam por discordar da versão Zaid, escrita a posteriori, além de discordarem entre si, por exemplo, nas suratas 2:204, 4:101, 4:143, 5:48 e 17:6... Suratas completas encontradas em uma versão estão faltando em outra.... Uma zona... O mesmo ocorre entre os evangelhos de Marcos, Mateus, Lucas e João, sendo que Marco é claramente a base, e fonte para Lucas e Mateus - concordam os estudiosos -, enquanto João viaja geral na maionese, e as contradições eclodem, aos montes... E estamos falando de livros perfeitos, escritos por seres perfeitos, para anunciar uma palavra perfeita...

Portanto o Alcorão possui - assim como a bíblia - partes perdidas e adicionadas aos 'ensinamentos' - revelados - originais de Maomé... De forma é contraditória e vergonhosamente descabida a afirmação islâmica de que seu "Livro Sagrado" é uma transcrição perfeita das tábulas do céu, recitadas à Maomé pelo anjo Gabriel... Também enfrentamos o mesmo problema com a Bíblia... 

As leis muçulmanas refletem uma sociedade machista e misógina - como a Bíblia... Homens podem dispor e tomar para si mulheres, como um patrimônio - surata 4:11,176... Além disso, para as quatro esposas permitidas pela lei, um muçulmano pode ter um número ilimitado de 'jovens' - mas jovens mesmo - escravas e concubinas - parceiras sexuais -, de acordo, por exemplo, com a surata al-Nisa 4:24-25 - assim como em várias passagens bíblicas... Até o paraíso implica em desigualdades sexuais: as suratas 55:56, 55:36 e 78:33 determinam que o paraíso é um lugar onde existem belas moças virgens esperando para servir "corretamente" ao homem (surata 78:31)... Na Bíblia, a misoginia está estampada, por exemplo na lei que afirma que somente homens "não contaminados com mulheres serão salvos"... Essas "jovens" - e jovem para Maomé era jovem mesmo - "terão grandes, lustrosos e belos olhos", segundo a surata 56:22... Elas serão "donzelas pudicas, que evitaram tirar seus olhos da pureza" -suratas 55:56 e 55:22 -, e possuem um "estado de compleição rosado" - suratas 55:58 e 52:11 -, seja lá o que isso signifique... Como na santidade bíblica... Mas, de onde surgiram essas virgens? E o que se espera destas mulheres no céu? As 'leis do casamento', no Alcorão, são cretinamente convenientes para Maomé, e endossam a maneira em que ele pretendia viver... 

Muitas contradições são encontradas no Alcorão, além de cópias da Torá - Antigo Testamento... Os autores, editores e revisores do Alcorão afirmam por exemplo que o nome "Yahya" nunca havia sido utilizado para 'deus', antes de João Batista (surata 19:7), porém encontramos o nome mencionado no Velho Testamento (II Reis 25:23) indicando que o mesmo era conhecido séculos antes de o próprio Alcorão ser escrito... Por engano, o autor da surata 5:116 pensou que os cristãos adoravam três deuses: o Pai, a Mãe (Maria) e o Filho (Jesus)... Isso mostra, mais uma vez, a falta de entendimento e relatos confiáveis no Alcorão... As Suratas 7:54, 10:3, 11:7 e 25:59 determinam com clareza que Deus criou "os céus e a terra" em seis dias... Mas as suratas 41:9-12 detalham que a criação demorou mais de oito dias... Segundo o Alcorão (surata 18:89-98), Alexandre Magno seria um devoto muçulmano e teria vivido por muito tempo... Porém, os registros históricos mostram que Alexandre Magno morreu jovem - aos trinta e três anos de idade (356-323 a.C.)... Diz também que ele era considerado divino, fato que contraditoriamente seria uma blasfêmia para os muçulmanos... E, para completar, Alexandre ergueu nas margens do Rio Bias (no noroeste da Índia) doze altares para os doze deuses gregos, provando mais uma vez que o Alcorão apresenta erros históricos e religiosos... 

Enfim, como qualquer outro "Livro Sagrado" o Alcorão está recheado de mitos e lendas, grandes contradições históricas e passagens enganosas, ajustados para submeter pelo medo, advindo originalmente da cabeça de louco, esquizofrênicos, como na Bíblia... Não há nada de sagrado, mas sobra muito de humano - neuropatologicamente falando...

Carlos Sherman
Com o apoio do fragmento de diversas fontes, links e livros...


Carta a Jean - Um Grande Homem




CARTA A JEAN – UM GRANDE HOMEM

Jean,

Tenho muito orgulho de ser representado por você... Particularmente - embora a vida íntima e pessoal não seja problema de ninguém -, sinto desejo sexual por mulheres, rsrsrsrs, e afeto por humanos nobres - como você... Você é um grande HOMEM, bem sucedido sim - e muitos o são -, mas a sua nobreza ecoa em outra esfera, a esfera rarefeita da ÉTICA... Por isso sempre digo:

Ético, logo cético...

Posso ser um valoroso aliado, gostaria de ser um bom amigo, e um humilde colaborador... Conte comigo, e siga em frente, a sua luta é a nossa luta... Gosto de pensar, como mero mortal, que o legado de meus atos seja maior do que a minha estória finita... Gosto de pensar que homens como nós serão paridos por outras gerações, até que estejam todos mais focados em aliviar o sofrimento humano, e viver de forma mais solidária, justa e REAL... Costumo dizer que a realidade é a droga mais poderosa - e maravilhosa - que existe, e não entendo porque as pessoas buscam drogas menores, como a cocaína, a religião, a crença no sobrenatural, o freudismo, o 'marxianismo', etc...

Buscamos testemunhas para a nossa existência, e por isso estamos cercados de amores, amigos, que vem e vão... Na realidade o que fazemos é reconhecer testemunhas, reconhecer amigos, companheiros de viagem... Pois eu testemunho a sua existência - ou como digo: o hiato de minha inexistência -, como 'humano, troppo umano'...

No debate com Malafaia – nome de vilão – lembrei-me de outra cena memorável da história, envolvendo um homem da sua estirpe, Thomas Huxley, contra o temido Bispo de Oxford Samuel Wilbeforce... Nas inigualáveis palavras de Carl Sagan:
"(...) o Bispo de Oxford, Samuel Wilbeforce, de dedos enfiados na lapela volta-se ostensivamente para Huxley e, com maliciosa cortesia, insiste em saber se 'é por parte do avô ou da avó que o senhor afirma descender de um macaco?' Ao detectar a entonação bajuladora dada à palavra 'avô', a assistência solta alguns 'oohhs' em voz baixa e concentra a atenção em Huxley. Ainda sentado, Huxley vira-se para o indivíduo que está ao lado dele e, quase sonolentamente, murmura 'o senhor entregou-o em minhas mãos.' Pondo-se de pé e fitando Wilbeforce nos olhos responde: 'Prefiro ser descendente de dois símios a ser um homem que tem medo de enfrentar a verdade.' (...)" (Sagan, 2009 - Sombras de Antepassados Esquecidos, editado apenas em Portugal)... Você está ao sentado ao lado destes homens... Homens que não temem a verdade jamais...

Ou podemos remeter ao julgamento de Galileu... E na verdade existem conhecimentos exatos, e que podem ser comprovados todos os dias, seja em Londres, em Quixeramobim, ou em Xangai, e por qualquer um... Trata-se do conhecimento científico... da atitude de ‘tomar ciência, de tornar-se ciente’, simplesmente para promover justiça... E existem 'propostas' subjetivas ou literárias... E neste espectro não se pode afirmar nada... E o que dizer da baboseira sobrenatural? Mas o problema aqui, é que a posição da Terra, como centro de um conciso sistema universal, foi tratada com a mesma liturgia que a virgindade da suposta mãe do suposto ‘salvador dos cristãos’... O Cardeal Belarmino, no julgamento de Galileu, bradou:

"Dizer que a Terra não estão no centro do universo, é o mesmo que dizer que Cristo não veio de uma virgem" - Cardeal Belarmino, Julgamento de Galileu

Um homem, a vida de um bom homem, estava na mão de tais sandices... Bom, Belarmino tinha razão, tratavam não só de uma, mais duas fábulas... E há um porém, antes que uns se aviltem em 'contextualizar' o assunto: Cerca de 2.000 anos antes deste triste capítulo a história da humanidade ter sido encenado, Aristarco de Samos havia concluído 'corretamente' que a Terra girava em torno do Sol... Tal 'conhecimento' não pôde inspirar as seguintes gerações porque os dogmas ou 'outros conhecimentos', foram mais rápidos, fortes e sorrateiros... Este é o perigo da relativização do conhecimento... Não obstante, a ciência, o ato de tomar ciência, trata o seu acervo de conhecimento com muito cuidado... Com honestidade empertigada, como a sua... Sendo você, pois, um homem de atitude científica... E esta atitude admite que suas 'verdades' estão sujeitas a um universo de aplicação, ao erro, e à revisão... E esta não uma fraqueza, e sim a sua maior fortaleza... O dogma não se renova, quebra, carcomido, débil, patético...

Perdoai-vos, Jean, eles não sabem o que dizem, estão todos 'acéfalos em cristo'... Crentes são vítimas, os estelionatários do púlpito, seus algozes... A fé nada explica, mas afasta importantes reflexões, e teima em impedir que as ilusões sejam convertidas em verdade e realidade... Fé é quando as respostas precedem as perguntas... O ato de fé é – em princípio – patológico...

Mas vamos nessa, não deixa barato, estamos todos com você...

Carlos Sherman

Labrador e Golfinho amigos




Na Irlanda do Norte, há um cão Labrador que todos os dias quando acorda pelas 6 da manhã, o seu passeio predileto é ir até ao porto da pequena cidade onde vive, e depois mergulha e nada com um golfinho ficando com ele uns 10 minutos a deliciarem-se na água. Entretanto quando a 1ª embarcação sai do porto, o golfinho persegue essa embarcação para ir tomar o pequeno almoço (peixe atirado do barco) e o Labrador regressa para a margem para o seu dono. 

O Labrador faz isto desde os 8 meses, e tem agora 4 anos de idade! 
É isso o que se chama de amizade incondicional!!!!!!!!!!!!!!!!!

Jean Wyllys e Silas Malafaia se enfrentam ao vivo em Audiência Pública

Buraco Negro Gigante




Buraco negro gigante confunde cientistas

Atualizado em  29 de novembro, 2012 - 11:54 (Brasília) 13:54 GMT
Buraco Negro (Foto Andrew Fabian/NASA/PA)
Buraco Negro da NGC foi observado de um telescópio no Texas
Uma nova descoberta astronômica está confundindo cientistas que se dedicam a vasculhar diferentes galáxias e sistemas solares.
Um grupo de astrônomos identificou um buraco negro gigante - o segundo mais pesado já observado da Terra - em uma galáxia menor até do que as que costumam abrigar formações desse tipo, bastante modestas.
A galáxia NGC 1277, tem só um quarto do tamanho da Via Láctea, onde fica a Terra. No entanto, ele abriga um buraco negro 4.000 vezes maior do que a formação que se localiza no centro da Via Láctea - o buraco negro conhecido como Sagitário A.
Além disso, tem uma massa cerca de 17 bilhões de vezes maior que a do nosso sol.
A descoberta contradiz os atuais modelos de crescimento dos buracos negros, que sustentam que eles evoluem juntamente com as galáxias em que se encontram.
Medir a massa de buracos negros é um processo complicado. Para fazer isso, os astrônomos observam sua "esfera de influência" - ou os efeitos gravitacionais que eles provocam nas nuvens de gás e nas estrelas que estão a sua volta.
No caso do Sagitário A, a massa é calculada com base na identificação de estrelas individuais. Mas para os mais de 100 buracos negros que já foram observados em outras galáxias, é feito uma estimativa aproximada a partir da velocidade de "dispersão" das estrelas que estão em suas imediações.
As observações do buraco negro da NGC 1277 foram feitas pelo telescópio Hobby-Eberly, localizado no estado americano do Texas, como parte de um projeto no qual estão sendo observadas 900 galáxias.
O astrônomo Remco van den Bosch e seus colegas ficaram surpresos ao se dar conta que grandes buracos negros poderiam ser encontrados em pequenas galáxias.

Formações densas

Os buracos negros são formações extremamente densas e com uma força gravitacional fortíssima que atrai e "engole" até a luz que está a seu redor.
Um "buraco negro médio" poderia ter uma massa equivalente a 1.000 sóis, mas ser menor que a terra.
Acredita-se que haja uma dessas formações no centro de todas as grandes galáxias.
A galáxia NGC 1277 está a 220 milhões de anos-luz de distância da Terra, mas aparece nas imagens de alta resolução feitas pelo telescópio Hubble.
"Em geral fazemos um modelo da galáxia (que estamos estudando) e calculamos todas as órbitas possíveis das estrelas (que pertencem a ela)", explicou Van den Bosch à BBC. "É como montar um quebra-cabeça, analisamos essas órbitas (possíveis) para tentar reproduzir uma galáxia que tem as mesmas velocidades estelares que medimos (com ajuda do telescópio)."
Com tais cálculos, a equipe descobriu que o buraco negro da NGC 1277 era tão grande quanto o nosso Sistema Solar e concentrava cerca de 14% da massa de sua galáxia.
"Essa é a única maneira em que você poderia ter esse padrão de dispersão das estrelas: com um buraco negro muito grande (no centro da galáxia NGC 1277)", disse Van den Bosch.
A equipe também observou outras cinco galáxias pequenas que também poderiam ter buracos negros gigantes em seu centro.
A observação da NGC 1277 poderia ajudar os astrônomos a entenderem como os buracos negros evoluem.
"Essa galáxia parece ser muito antiga", disse o Van den Bosch. "De alguma forma, seu buraco negro cresceu rapidamente há muito tempo, mas desde então está estabilizado, sem formar mais estrelas."
"Estamos tentando descobrir como isso acontece. Ainda não temos resposta para esse problema, mas é isso que é interessante", completou o astrônomo

Nicolelis


Neurocientista afirma que Jesus e Abraão eram esquizofrênicos
Para Miguel Nicolelis apenas a esquizofrenia pode explicar porque esses dois personagens ouviam vozes do céu

Miguel Nicolelis é um dos mais renomados neurocientistas brasileiros, mas em entrevista para a revista Planeta ele deu uma declaração bastante polêmica afirmando que a humanidade é dominada por três esquizofrênicos: Jesus, Maomé e Abraão.

"(..) há uma linha tênue que separa as pessoas ditas como normais e anormais, pois o cérebro humano pode sair facilmente do estado normal e evoluir para o patológico."

Sobre sua afirmação ele explica porque acredita que os três personagens que são importantes para as três maiores religiões do mundo – Cristianismo, Islamismo e Judaísmo – podem ser considerados como pessoas “anormais”.

“Nos dias de hoje, aliás, a humanidade curiosamente é dominada por três esquizofrênicos que ouviam vozes, olhavam para o céu e achavam que alguém estava falando com eles”.

“Jesus Cristo, Maomé e Abraão. Muito provavelmente os três precisavam de haldol (medicamento para esquizofrenia). É arbitrária qualquer classificação que defina as bordas da normalidade”.

Assumidamente ateu, o neurocientista diz também que em sua opinião a religião faz parte do sistema nervoso. “Como o cérebro é um simulador da realidade, ele cria um modelo e uma ilusão de realidade para cada um de nós. Ele precisa de uma história: de onde viemos? Como começou o universo?”.

Miguel Nicolelis não é conhecido apenas no Brasil, mas divide suas atividades em outros dois países: Estados Unidos e Suíça. Para a Copa de 2014 ele pretende colocar um adolescente brasileiro tetraplégico para dar o pontapé inicial aos jogos usando uma veste robótica controlada pela força do pensamento.


Grita Brasil


GRITA BRASIL

Cinquenta tons de corrupção!

Dilma vem colecionando 'malfeitos'. É assim que ela escolheu classificar os casos de corrupção

por Claudio Schamis
fonte | A A A
Paulo Vieira, o chefe, diz que assina embaixo que é inocente (Fonte: Reprodução)
Enquanto caminhamos para o fim de mais um ano com Dilma no governo, a presidente vai colecionando escândalos atrás de escândalos. Para onde se olha com um olhar, digamos, um pouco mais clínico, consegue-se enxergar a podridão, que pode estar em Brasília, no Acre, no Oiapoque ou no escritório da presidência da República em São Paulo. São Paulo? Nada contra os paulistas, mas totalmente contra um escritório em São Paulo. Para quê? Por quê?
Precisa responder? Sim, precisa, pois os amantes do PT, de Dilma e principalmente do Lula vão, é claro, cair de paus e pedras na imprensa. Vão falar que é tudo golpe da oposição para tentar desarticular o governo, e que é também a ira dos invejosos do sucesso do governo petista.
Então tá, tá legal!
Mas pensando nisso como uma “arte de guerra”, e estrategicamente falando, quanto mais lugares com os tentáculos petistas presentes, melhor para eles e pior para quem tem que fiscalizar. Para eles, mais é mais mesmo. Até porque um pequeno escritório da presidência da República onde quer que fosse não levantaria suspeitas, não é verdade? E se torna mais uma opção e uma maneira de se fazer o que eles parecem gostar cada vez mais: praticar a corrupção. Seja ela ativa. Seja ela passiva.
Até o senador Pedro Simon (PMDB-RS) aconselhou Dilma a fechar o escritório da presidência em São Paulo, lembrando que nem o presidente Barack Obama tem um escritório em Nova York.
Tudo bem que Dilma até agiu rápido. Exonerou os acusados na Operação Porto Seguro feita pela Polícia Federal e nada mais falou. Mas falar também o quê? Desculpa, meu povo, isso não vai mais acontecer? Então tá, fica combinado assim.

Cinquenta tons de Dilma!

A presidente Dilma desafia quem achar algum tom de cinza em seu governo, e alerta: é tudo vermelho (Fonte: Reprodução)
Quando Dilma irá realmente ter voz em seu governo? E quando digo voz não é só achar uma corrupção aqui, ali, ou acolá, ir lá e mandar demitir todo mundo. Voz no sentido mais amplo da palavra. Voz no sentido de ela não ficar sempre atendendo pedidos do ex-presidente Lula em nomear A, B ou C. Tudo bem que Lula pode ter sido – e acho que foi – o seu mentor e o “pai” da sua eleição, mas chega uma hora que ela teria que dizer agora não meu “pai”. Mas não diz, e…
E fica então uma pergunta no ar. De quem é a culpa? De quem indica? Ou de quem contrata? Acho que um pouco mais de quem contrata, que deveria ter mais precaução e ver realmente quem é a pessoa, a menos que quem mande em tudo seja quem indica. Pois tudo o que o mestre mandar ela faz!
Por isso já está mais do que na hora de Dilma assumir a sua culpa, em sempre atender seu “pai” e a fazer as escolhas erradas, como fez com os ministros que já demitiu por corrupção — até hoje nada aconteceu com eles: estão leves, soltos e felizes.
Dilma a essa altura do campeonato, depois de mais de dois anos na presidência, já era para ter aprendido. Se bem que seu antecessor…
Deixa pra lá, até porque esse bloco da coluna é da Dilma.
Dilma vem colecionando “malfeitos”. É assim que ela escolheu classificar os casos de corrupção. Se ela quer conquistar cada vez mais a sociedade que está faminta por um governo limpo e sem corrupção, ou melhor, com uma corrupção mais branda, mais dichavada para ficar bonita na foto, seria bom ela mostrar um pouco mais de autonomia.
Mas até onde vai parar isso? Cada vez mais pessoas lá do alto escalão estão emergindo da lama cobertas por ela e revelando o lado negro do poder.

Cinquenta tons de PT!

Já que está rachada, dizem por aí que a nova estrela talvez venha em tons de cinza para combinar com o momento (Fonte: Reprodução)
O negócio é o seguinte. Há algo de podre dentro do PT. Não quero com isso dizer que é só no PT de Lula. Mas cada vez mais pessoas ligadas ao partido aparecem fazendo “malfeitos”.
O atual chefe dessa nova quadrilha desbaratada pela Polícia Federal, Paulo Vieira, agora ex-diretor da Agência Nacional de Águas, é filiado ao PT desde 2003 e chegou a ser candidato a vereador. Dono de oito imóveis em SP e Brasília, alguns nem em seu nome estão, é irmão de outro indiciado no esquema, o agora ex-diretor da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Rubens Carlos Vieira. Lindo isso, né?
E um nome que aparece agora como um elo entre outro escândalo é o de Valdemar Costa Neto, já condenado no mensalão, e que teria ligação direta com Paulo Vieira. Será que aí tem?
Com certeza devem existir pessoas corretas dentro do partido, poucas, mas é claro que existem. E se eu fosse uma delas pensaria em juntar essa turma boa e fundaria um novo partido. O PTQPMN – Partido dos Trabalhadores que Trabalham para um Mundo Novo –, ou algo parecido. E, claro, mudaria o símbolo por uma auréola, e a cor seria o cinza (isso é para ser um trocadilho).

Cinquenta tons de Lula!

Lula desafia qualquer um e diz que isso não é cinza. Nunca foi. Nunca será (Fonte: Reprodução)
Esse bloco é seu, Lula. Seu invejoso.
Nem bem Lula chegou da Índia, “are baba”, e já se sentiu apunhalado pelas costas. E ele que as têm quentes.
Ele parece que não gostou de saber da participação de sua apadrinhada Rosemary Noronha em mais um esquema de corrupção que acaba envolvendo seu nome, indiretamente. Eu diria que é bem diretamente. Enfim…
O PT obviamente já se manifestou dizendo que não é adequado associar Lula a Rosemary. Ah, pobres coitados. Sempre, né? Sempre vítimas!
Mas Lula já disse que não serão juízes que escreverão o último capítulo da sua história. Com essa frase fica claro para mim que ele tentará voltar ao Planalto para dar o golpe final, e tentar que esse último capítulo de sua biografia seja a sua apoteose.
E pelo visto ele não está muito preocupado com isso. O negócio dele é receber prêmios. E dessa vez foi das mãos de Sophia Loren. Vai entender!
Tenho que confessar, Lula é o esperto dessa história toda. Os burros quem são então? Será que somos nós?
Vale lembrar que o nome de Paulo Vieira foi rejeitado duas vezes, mas, por pura pressão do Palácio do Planalto, o nome de Paulo foi novamente colocado em votação e acabou sendo aprovado — por milagre dos deuses, Lula e José Dirceu. Não acredita? Pergunte ao Sarney e ao Romero Jucá — se bem que esse último já andou dizendo que não se lembra muito bem do caso, pois são muitos nomes. Mas ele sabe que era indicação de alguém do PT.

Cinquenta tons de Dirceu!

José Dirceu ameaça: vocês não perdem por esperar. Aguardem até eu sair.... (Fonte: Reprodução)
O todo injustiçado e pobre coitado José Dirceu conclamou petistas a fazer o que ele chamou de “julgamento do julgamento”. A vítima alega ter sido linchada antes mesmo de ter sido julgado. Segundo ainda a própria vítima, eles do PT não têm medo da verdade. Contanto que não conte ela para ninguém, ou que a verdade contada seja a verdade deles. Só a deles. Aí não tem por que ter medo.
A vítima, leia-se, José Dirceu, se diz vítima de “infâmia e ignomínia”. Poderia isso ser considerado um caso de bullying? Se for isso é muito grave.
A vítima — talvez como um último pedido antes da prisão — pede que o PT faça uma batalha social e política.
Será que Dirceu está se sentindo apunhalado pelo agora presidente do Supremo Tribunal Federal, o ministro Joaquim Barbosa, a quem disse ter ajudado a chegar lá? Será que Dirceu esperava uma atitude igual a do ministro Dias Toffoli, que não condenou o ex-chefe (José Dirceu) por achar que não existiam provas suficientes? Será que na cabeça de Dirceu a coisa funciona assim: você me pediu que eu te ajudasse e agora é sua vez de me “pagar”? Bastava não me condenar que estaríamos quites. Será? Com certeza é.
José Dirceu, a vítima, estando perto do dia de ir para o novo lar, vai aproveitando e lotando sua agenda com almoços, jantares e encontros, pois não sabe o que vai ter para comer na cadeia. Paella com certeza não vai ter.
José Dirceu já decidiu que vai usar o seu tempo na cadeia para falar, ler e estudar. Disse que esses direitos não poderão ser tirados dele. Quer se preparar para quando sair. Prefiro nem imaginar para quê. E já prometeu que será um preso exemplar.
Só temo que depois ele vire livro e filme. O que não duvido nada.

Outros cinquenta tons de cinza!

Será o Cyonil Borges, o delator das fraudes, o novo Roberto Jefferson do momento? Quem viver verá!
Salvem as baleias. Não jogue lixo no chão. Não fume em ambiente fechado.