Pesquisar este blog

DESTAQUE

A CIÊNCIA DO ERRO | Sobre Verdades, Veracidade e Realidade Objetiva - Parte 1: Uma resposta a Marcelo Gleiser

A CIÊNCIA DO ERRO Sobre Verdades, Veracidade e Realidade Objetiva Parte 1:   Uma resposta a Marcelo Gleiser Dedicado ao me...

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Ainda que eu falasse a língua dos "crentes"...



Uma amiga publicou a mensagem acima - "os cristãos dizem que o antigo testamento não é válido, mas consideram os dez mandamentos como sagrados" -, e acrescentei:

Assim como a 'Criação no Gênesis', a 'Páscoa ou o Êxodo do Egito', 'Noé', 'David', e a 'suposta profecia para a vinda de Cristo'...

Mas o pior de tudo é isso: 

"Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim abrogar, mas cumprir. Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til jamais passará da lei, sem que tudo seja cumprido." - Mateus [5:17-18]

É mesmo uma sessão de piadas... Um stand-up comedy da Idade do Ferro... O antigo testamento é inventado e alucinado por judeus, que não creem em cristo... Os cristãos assumem que o antigo testamento inventado e alucinado pelos judeus anuncia a vinda de seu cristo, aquele que os judeus dizem não acreditar... Paulo, romano, que não topou jamais com cristo escreve sobre ele, e com a ajuda de alguns amigos que também jamais conheceram cristo... Tal livrinho, o novo testamento, anuncia que cristo descende de David - o rei David dos judeus -, e afirma ainda que este avatar de deus assume como corretas as leis do antigo testamento... Um compêndio de absurdos e assassínios, genocídios, preconceitos, e extrema violência, além de INTOLERÂNCIA FATÍDICA... 

Todo este enredo absurdo ainda contempla um deus de amor que não fala em amor, e um pseudo pacifista que oferece a outra face para depois retornar na vingança do Apocalipse e mostrar a sua VERDADEIRA FACE no HUMANICÍDIO BÍBLICO... São 2,5 milhões de mortos, sem contar contar os milhões de mortos no afogamento planetário da 'arquinha', Somoda e Gomorra e a Torre de Babel, etc... 

Mas pode piorar e piora... Todas estas atrocidade são 'milagrosamente' esquecidas em um impressionante desvio cognitivo de confirmação, somente por que o avatar de deus diz aos seus discípulos 'amai-vos uns aos outros'... Tal mensagem está disponível apenas no evangelho de João, escrito e publicado mais de cem anos após a morte de cristo e quando os cristãos eram vigorosamente perseguidos... Fica bem claro ser esta uma mensagem a posteriori, para engendrar um sentimento cristão de obediência à causa... 'Amai-vos uns aos outros' significa ‘amar ao outro cristão que paga o dízimo em minha congregação' - e nunca amar a qualquer ser humano ou ser vivente, e independente do credo, e como mostram os FATOS e a HISTÓRIA... A filosofa e matemática Hipátia de Alexandria que o diga... Em uma tarde de março de 415, quando regressava da Biblioteca de Alexandria, da qual era curadora, Hipátia foi atacada por uma turba de cristãos enfurecidos, sendo arrastada pelas ruas da cidade até uma 'igreja', onde foi cruelmente torturada até a morte... Finalmente, após o grotesco, selvagem e covarde assassinato, o que restou de seu corpo foi lançado à pira funerária cristã: MORTE AO PENSAMENTO... 

O destino trágico de Hipátia começou a ser selado em 412, quando Cirilo foi nomeado Patriarca de Alexandria, um título de poder eclesiástico, equivalente ao 'papado', mas com três lideranças, Constantinopla, Jerusalém e Alexandria... Cirilo era um cristão doentio, fervoroso, ortodoxo e ASSASSINO, famoso por condenar à morte todo aquele que ousasse questionar o 'recente' dogma da divindade de Jesus Cristo e a virgindade de Maria... 

Já, Nestório, Patriarca de Constantinopla (428 - 431), que estudou com Teodoro de Mopsuéstia na Escola de Antioquia, questionava a divindade de Jesus, e particularmente questionava o papel de Maria como "mãe de deus"... Seguidores de Nestório e Cirilo se digladiaram, 'assassinando uns aos outros', 'cristãos', até o 'arbítrio' do Primeiro Concílio de Éfeso (431), ratificado pelo Concílio de Calcedônia (451), condenaram Nestório e suas 'reflexões' como 'heréticas', provocando o famoso 'cisma nestoriano', no qual as igrejas que apoiavam Nestório deixaram o corpo da Igreja 'oficial'...

O nestorianismo foi espalhado por toda a Ásia, com o crescimento da Igreja do Oriente nos séculos vindouros... Vale notar, que nem todas as igrejas afiliadas com a Igreja do Oriente seguiram a cristologia nestoriana... A Igreja Assíria do Oriente, por exemplo, que "reverencia Nestório", não segue a sua doutrina 'nestoriana'... É mole ou quer mais??? Reverenciam Nestório e combatem o nestorianismo como herético... De forma que é uma piada advogar qualquer tipo de identidade cristã... 

O próximo é, definitivamente, aquele que paga o dízimo na sua congregação...

Outra rara passagem 'não assassina', porém notória, pode ser encontrada em Coríntios 13... Mas não tão rápido, porque após um belo sermão, capitalizado por Renato Russo, a mensagem de amor termina com: 

"Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado." - 1 Coríntios [13:10]

O que não é 'perfeito' será 'aniquilado'??? Leiam e releiam estas palavras.. E com isso posso afirmar que chamar a bíblia, e ao deus nela descrito, assim como a sua encarnação, de exemplo de amor, ofende a dignidade humana... Alguém já disse que A INSPIRAÇÃO BÍBLICA DEPENDE DA IGNORÂNCIA [E DAS CONDIÇÕES NEURAIS] DE QUEM LÊ... QUANDO LÊ!!!

Parafraseando Shermer, PRIMEIRO ADEREM ÀS CRENÇA PARA SÓ ENTÃO TRATAR DE DEFENDER TAL CRENÇA COM ARGUMENTOS 'APARENTEMENTE' RACIONAIS...

UMA PESSOA QUE DEFENDE COM ARGUMENTOS DE OCASIÃO - "... considero apenas o novo testamento ..." - AQUILO QUE DIZ PROFESSAR POR PRINCÍPIOS, NA VERDADE NÃO CRÊ NEM EM SEUS ARGUMENTOS E NEM EM SEUS PRINCÍPIOS...

Somos muito melhores do que os deuses, todos eles... SOMOS MARAVILHOSAMENTE IMPERFEITOS, E O AMOR DEVE CUIDAR PARA QUE O MUNDO ADMITA E ABRIGUE AS DIFERENÇAS - MAS NÃO A INTOLERÂNCIA... PODE PARECER UMA REGRESSÃO AO INFINITO, MAS NÃO É: 

NÃO PODEMOS TOLERAR A INTOLERÂNCIA... 

A MENSAGEM DE PRATICAMENTE TODAS AS RELIGIÕES PRETENDEM ANIQUILAR A CONCORRÊNCIA... NÃO SATISFEITOS COM O TERROR APOCALÍPTICO, ACENDEM SUAS PIRAS FUNERÁRIAS E CONSTROEM CADAFALSOS PARA O ASSASSÍNIO DO PENSAMENTO... NÃO MAIS!!!

Carlos Sherman

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

ZAP!!!


[...] Excelente questão retórica... Não deveria esperar nada menos de um pensador tão arguto como você... Não existem ideologias, somente estratagemas... Se quiser endereçar verdades ditas 'morais', trate de recorrer às evidências e os respetivos suportes em CONHECIMENTO - ou Ciência... 

Todo ato 'ideológico' é uma estratagema com um determinado fim ou interesse político... E todo debate dito 'ideológico' pode ser reduzido à questões objetivas, que e podem ser desenvolvidas  com hipóteses, evidências e provas... 

Falsidade ideológica é um jargão judiciário, implica em professar uma falsidade conscientemente... Aceito a sua objeção retórica, e recuo... Podemos então dizer que a 'ignorância ideológica' é uma 'falsidade ideológica culposa' - e não dolosa... Muito embora todo este mar de contradições e mal-entendidos sobre os quais versam estas fantasiosas ideologias nos tem causado muito dolo ao longo de tanto tempo histórico... 

Este é um longo, amplo e complexo debate... Entendo a sua intenção e os motivos dos protestos e bandeiras que costuma abraçar, mas estou seguro de que este arrazoado não pode expressar a minha posição sobre tais lutas serem, em geral, inócuas... Estou seguro também de que se pudéssemos desfrutar de um bom papo ao vivo e à cores seria possível demonstrar a tese de que grande parte do ideário sociológico público que sustenta tais protestos, de fato, não passa de um bom lote de questões mal colocadas, alicerçados por problemas ou características 'neurológicas'... O 'bom selvagem', a 'boa minoria', o 'bom pobre', a 'tábula rasa', o 'livre arbítrio', 'esquerda e direita', a 'anarquia' - ou a 'boa desordem', a 'anti-globalização', o anti-globo', o 'anti-americanismo', o 'leviatã capitalista', o 'animismo do sistema', a 'opressão de ricos sobre pobres', 'estamos piores', 'estamos piorando', 'estamos mais desiguais', 'mais violentos', etc... Tudo isso não passa de balela, crendice e ignorância... 

Existem problemas, muitos, que demandam ações concretas e melhoramento continuo, mas não existe 'paraíso' e nem podium de chegada... Nem é tão fácil como parece elencar culpados e inocentes... 'Catracaço', piquetes, seja com pretexto for, e com evidente quebra-quebra, nunca foi e nunca será solução para nada... Estou longe de propor a passividade e negar problemas, mas afirmo que:

O DIAGNÓSTICO ESTÁ ERRADO - ACACHAPANTEMENTE -, OS PROBLEMAS SÃO OUTROS, E O PROGNÓSTICO SÓ PODERIA SEGUIR EM EQUÍVOCO... 

Então o que existe de fato??? O que fazer??? Este é um longo papo que adoraria levar com um tão inteligente e integro como você... Mas insisto e protesto: vamos muito mal, muito mesmo, e BEM LONGE DA REALIDADE, E NEM COMEÇAMOS A DEBATER O QUE REALMENTE IMPORTA... 

Precisamos deixar vitimologia de lado, e precisamos assumir a nossa parte no jogo, entender como o Universo, a Vida, e o Homem funcionam... Compreender que a Filosofia de Cátedra e a Sociologia que alimentam o ideário revolucionário estão fundadas sobre crenças e falácias, para então buscar o conhecimento efetivo - mesmo que as evidências soprem contra as nossas teses e crenças -, se pretendemos ENDEREÇAR A VERDADE... 

Quer saber o que significa endereçar a verdade??? Vou logo avisando: EU TENHO O ZAP!!! Rrsrsrsrs, um forte abraço, e desculpe pela polêmica... Já estou acostumado à baixíssima popularidade, enquanto sinto correr em minhas veias uma reconfortante 'INTEGRIDADE INTELECTUAL' - ATÉ O FIM!!!

Carlos Sherman

"Quando as pessoas pensavam que a Terra era plana, estavam erradas. Quando as pessoas pensavam que a Terra era – ‘exatamente’ [grifo meu] - esférica, estavam erradas. Mas, se você considera que ‘pensar que a Terra é esférica é tão errado quanto pensar que a Terra é plana’, então a sua visão está mais errada do que as duas juntas." - Isaac Asimov (‘A Relatividade do Erro’; 1989)

Aldous: 'sempre equivocado'...



Uma amiga publicou a foto de Aldus Huxley - 'o porta voz de más e equivocadas notícias' - com um de seus patéticos aforismos:

“There are things known and there are things unknown, and in between are the Doors of Perception.” - Aldous Huxley

Traduzindo:

"Existem coisas conhecidas e coisas desconhecidas e entre elas existem as Portas da Percepção" - Aldous Huexley

Objetei:

Querida, respeitosamente, aposente 'este Huxley', e confira o 'Thomas Huxley'... Não, não procede... Existe o 'explicado' e o 'inexplicado', e entre eles apenas o 'tempo para explicar'... Revisite a história... Esta 'percepção' deste Huxley, o equivocado, aponta diretamente para a 'metafísica' e o 'sobrenatural', e erra feio... A percepção é 'falha'... A lucidez não é a regra...

"Há um mundo de fatos além do mundo das palavras." - Thomas Huxley

“A mente do homem está longe de ser da natureza clara e uniforme de um vidro, no qual os raios das coisas se refletem de acordo com a sua precisa incidência. Ao contrário, ela é como um espelho encantado, cheia de superstição e impostura, se não for liberada ou diminuída.” - Francis Bacon (‘Novum Organum’; 1620)

Inventamos a Ciência para testar a nossa lucidez!!!

"Sente-se, qual uma criança, na frente de um fato; disponha-se a abandonar qualquer ideia preconcebida,... ou não aprenderá coisa alguma.."Thomas Huxley

"As mesmas elevadas faculdades mentais que a princípio levaram o homem a acreditar em agentes espirituais invisíveis, depois no fetichismo, politeísmo e, por fim, no monoteísmo, iriam levá-lo de qualquer forma, à medida que o seu poder de raciocínio permanecesse pouco desenvolvido, a várias superstições e costumes estranhos." - Charles Darwin

Por que o desespero de 'CRER' e preencher as lacunas com o 'espetaculoso', se poder poder trabalhar e esperar para 'SABER' sobre a realidade espetacular que nos cerca e nos constitui??? Este não é um problema epistemológico... Este é um problema NEURAL!!!

Carlos Sherman

PRO LIXO !!!

'- Pro lixo' !!!


[...] É verdade... E tem mais: UM CARA QUE JOGA UM BEBÊ NO LIXO PASSA A SER UM BALUARTE DOS PRINCÍPIOS E DO AMOR... Sem contar um caminhão de questões inverossímeis... E vieram as objeções: 'mas uma pessoa pode errar e se redimir'... SIM, MAS 'BASQUETE COM O CORPO DE UM BEBÊ DEIXADO NO LIXO PARA MORRER É BEM MAIS DO QUE ERRAR'... Ingressamos no terceiro milênio consagrando 'religiões', o 'freudismo', o 'marxianismo' - sem demérito aos marcianos, ETs, horóscopos, homeopatia, a tábula rasa, o bom selvagem, almas, espíritos, a falácia do livre arbítrio, o mito do determinismo genético... É muita ignorância junta, crenças da Idade do Ferro... O GAP entre o conhecimento disponível e o conhecimento popular é tal, que podemos afirmar que grande parte da humanidade sequer chegou à estaca ZERO... 

Vale notar ainda que, para economizar no elenco, o bebê que é 'arremessado no lixo' é o mesmo bebê fruto da relação de 'Aline e César - o grande corno, e que também havia comido metade do elenco'... E vale esclarecer que o ator Matheus Solano fez um trabalho tão espetacular que o 'autor' foi obrigado a dar uma volta completa em seu personagem, tornando a novela acachapantemente piegas, mas vendendo muito mais propagandas no horário nobre, enquanto emburrece - ou mantém emburrecida - boa parcela da população brasileira...

Carlos Sherman

Mais sobre Filosofia e Realidade



"O que nos incita a olhar uma metade dos filósofos com desconfiança e a outra metade com ironia, não é o fato de percebemos como são ingênuos, nem como erram e se enganam com facilidade e freqüentemente. Não é também sua infantilidade e leviandade que nos chocam, mas a falta de honestidade com que fazem grande alarde de sua virtuosidade, quando se questiona, ainda que superficialmente, o problema de sua sinceridade. Todos fingem ter descoberto e alcançado suas verdadeiras opiniões pelo desenvolvimento de uma dialética pura, fria e impassível, distinguindo-se dos místicos que, mais honestos e menos hábeis, falam de ‘inspiração’. No fundo, sustentam, com argumentos posteriores, uma tese antecipada, uma afirmação arbitrária, provenientes de um capricho, de uma intuição ou de um desejo íntimo e abstrato. Defendem com astúcia e de modo rebuscado os próprios conceitos, empíricos, que batizam de ‘verdades’. Estão muito longe da intrepidez da consciência que confessa a si mesma sua mentira, e muito distantes do valor que se deseja ouvir, seja para advertir um amigo, colocar em guarda o inimigo, ou para ridicularizar a si mesmo. A hipocrisia ríspida e virtuosa com a qual o velho Kant nos leva pelas tortuosas veredas de sua dialética, para nos induzir a aceitar seu imperativo categórico, é um espetáculo que nos faz sorrir e sentir o imenso prazer de descobrir as pequenas e maliciosas sutilezas dos velhos moralistas e dos pregadores da moral. Somemos a isso a charlatanice, pretensamente matemática, com que Espinosa mascara sua filosofia, ou seja, o amor à sua sabedoria, para interpretá-la como lhe convém e assim intimidar, desde logo, a audácia do atacante que tivesse o atrevimento de levantar os olhos para esta virgem invencível, verdadeira Palas Atena. Quanta timidez e vulnerabilidade revela este disfarce de um doente solitário!” - Friederich Nietzsche (‘Além do Bem e do Mal’; Cap.1, Prop.5; 2006)

A FILOSOFIA SÓ TRATOU DA REALIDADE ATÉ O CÍRCULO DE VIENA, DE LÁ PRA CÁ EXISTE A CIÊNCIA E A FILOSOFIA... UMA TRATA DA REALIDADE, A OUTRA REEDITA MONOGRAFIAS DE CARAS ELOQUENTES QUE INVENTARAM UMA REALIDADE PARA SI... QUESTIONAM QUALQUER TIPO DE CERTEZA, MAS QUEREM DELIBERAR SERIAMENTE SOBRE QUESTÕES UNIVERSAIS... 

REPITO QUE A METAFÍSICA É UM BOM LOTE DE QUESTÕES MAL-RESOLVIDAS... PARA DEFINIR O QUE ESTEJA OU NÃO ALÉM DA REALIDADE FÍSICA HÁ QUE CONHECÊ-LA INTIMAMENTE... FILÓSOFOS ERGUERAM MUROS PARA PROTEGER SUA TORRE DE MARFIM, E ENTENDER A REALIDADE NÃO ESTÁ EM SUA GRADE CURRICULAR...

[...] estou afirmando que a Filosofia de Cátedra, hoje, só trata de cortejar o pensamento ERRADO... Estou dizendo que vivem da reedição de monografias dos mesmos, Platão, Aristóteles, Rousseau, Kant, Descartes, etc... Fenomologia, Existencialismo, pura besteira... É sério... Formas e formas de fugir à necessidade de estudar a REALIDADE... Muros erguidos para manter a realidade física bem afastada... Tudo que a filosofia faz é cortejar IMPERATIVOS CATEGÓRICOS... É disso que a cátedra da disciplina na USP, na UFSCar UNIFESP faz... Antes de contestar, examine as grades curriculares, e examine os trabalhos de mestrado e doutorado dos principais cursos no Brasil, e verá que o que digo é verdade em 90% dos casos... Até Freud se refugiou no mundo mágico da Filosofia... 

A Sociologia é um derivativo filosófico que fundado sobre três superstições: (1) a 'tábula rasa', (2) o 'bom selvagem', (3) e a existência de uma 'alma'... 

A Ciência, a propósito, uma latinização do conceito de CONHECIMENTO, abarcou a parte da dita 'filosofia' interessada na realidade... Estou sim, estou dizendo que com o Círculo de Viena e com a necessidade de PROVA, duas correntes filosóficas foram deflagradas, a nobre arte de tornar-se ciente pela prova, e a torre de marfim da filosofia de cátedra, que, quer aceitem ou não, deriva dos constructos achológicos platônico-aristotélicos... O 'imperativo categórico' kantiano, a histórica luta de classes 'marxiana', a 'alma' cartesiana, 'a juventude da humanidade nos silvícolas à qual devemos retornar' rousseauliana, a auto-análise 'freudiana, e a iluminação budista, NÃO PASSAM DE CRENÇAS... 

Tenho buscado explicar o fenômeno relacionado tal polarização entre o ESTUDO DA REALIDADE vs A INVENÇÃO DA REALIDADE, por meio dos hemisférios cerebrais e sua predominância sobre nossas ações, seja como ADVOGADO, seja como CIENTISTA... Sim, defendo que a natureza humana está expressa em nossa forma de pensar,e que duas vertentes estão derivadas de tal modus operandi: a crença e a ciência... A Filosofia é a crença erudita... Sim a filosofia debruça-se sobre a metafísica, uma realidade inventada que está 'além da física', e que não pode ser reduzida a questões tangíveis e OBJETIVAS... Pois afirmo que todos os temas morais encontram respostas em questões tangíveis, reais, físicas, objetivas... Racismo, homofobia, sentido da vida, globalização, política, revoltas sociais, etc... Um mar de mal-entendidos que me dá calafrios... Pura ignorância provocada pelos elevados muros que separam os constructos filosóficos da complexa realidade... Nem Foucault, nem Husserl, nem Sartre, nem o 'místico' Descartes, nem o 'apodítico' Kant, têm tais respostas... Nem as suas hordas de seguidores e avatares...

O VERDADEIRO CONHECIMENTO RESIDE NO QUE CONVENCIONAMOS CHAMAR DE CIÊNCIA TEÓRICA, OUTRORA PARTE DA FILOSOFIA... O DIVISOR DE ÁGUA É A PROVA E CLAREZA DO CÍRCULO DE VIENA...

Gustavo Correa Veiga: "Carlos Leger Sherman Palmer, seu post ficou tão bom que vou salvar aqui para futuras referencias. Parabens."

Sinta-se em liberdade...

Felipe C Novaes: "Quanto à tábula rasa, bom selvagem e etc, eu concordo."

[...] quem idealizou efetivamente a morte de deus foi LUCRÉCIO - 'De Rerum Natura' -, o executor foi o célebre Jean Meslier, e Nietzsche levou a fama...

[...] precisaríamos de horas para tratar de um tema tão delicado, mas insisto, ESTAMOS ENDEREÇANDO A VERDADE... Dispa-se de prerrogativas categóricas e 'pense' comigo: o rótulo da filosofia abrigava TUDO, hoje está separado em CIÊNCIA DA REALIDADE e FILOSOFIA DE CÁTEDRA... O divisor de águas??? A REALIDADE FÍSICA... Logo, tudo o que permite, sem provas, evidências, e sem o necessário conhecimento sobre a realidade FÍSICA, 'por estar além da física', é METAFÍSICO...

O QUE VOCÊ DENOTA COMO PENSAMENTO FILOSÓFICO NA CIÊNCIA É O QUE CHAMO DE CIÊNCIA TEÓRICA... PRECISO SEPARAR A FILOSOFIA DE CÁTEDRA DO EFETIVO ATO DE PENSAR E CONHECER, E DIGO QUE O CÍRCULO DE VIENA ENTENDEU ISSO, COMO UM MARCO...

O QUE VOCÊ DENOTA NA REALIDADE É A CIÊNCIA TEÓRICA, QUANDO DIZ QUE A CIÊNCIA ESTÁ IMPREGNADA DE DISCURSO 'FILOSÓFICO'... FILOSOFAR É O ATO INATO DE PENSAR, E FAZÊ-LO COM 'PAIXÃO'... ONDE DENOTAMOS TAL FENÔMENOS??? NOS GUARDIÕES DAS MONOGRAFIAS DOS ERROS COMETIDOS??? OS GUARDIÕES DOS IMPERATIVOS SAGRADOS??? OU NA CIÊNCIA DINÂMICA, E QUE AVANÇA SOBRE OS SEUS ERROS, ATRAVÉS DE UM MÉTODO QUE OS CONSIDERA E MINIMIZA???

Carlos Sherman

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

O BIG BROTHER, bactérias e esquizofrenia...


Uma amiga publicou:

"Carlos Leger Sherman Palmer, lembrei de vc!"

Livro conta como crença em divindades 
afeta comportamento ético
REINALDO JOSÉ LOPES
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA
25/01/2014

Uma dica da pesquisa de ponta em psicologia para quem organiza acordos diplomáticos ou reuniões de condomínio: se você quer minimizar a chance de que alguém tente passar a perna nos demais presentes, pinte um grande olho na parede do salão.

Parece ridículo, mas é um conselho apoiado por fortes evidências experimentais. Quando voluntários que participam de jogos nos quais há a possibilidade de trapacear são expostos a fotografias de olhos, desenhos de olhos ou mesmo representações totalmente esquemáticas de olhos (dois círculos, por exemplo), a chance de que alguém burle as regras cai consideravelmente.

"Gente vigiada é gente bem comportada", resume Ara Norenzayan, pesquisador da Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, e autor do livro "Big Gods" ("Deuses Grandes"). Na obra, ainda sem versão no Brasil, Norenzayan argumenta que essa é a principal razão pela qual a maioria dos seres humanos de hoje acredita em divindades poderosas e preocupadas com o comportamento ético: independentemente de serem reais ou não, tais figuras ajudam a controlar a tentação de passar a perna nos outros em sociedades complexas, nas quais interações entre estranhos são comuns.

Daí outra máxima cunhada por Norenzayan para explicar sua tese: "Para grupos grandes, deuses grandes". Com "grandes" o psicólogo social quer dizer deuses que sabem tudo (ou quase tudo) e usam esse acesso a informações privilegiadas para punir malfeitores, e sociedades com dezenas de milhares de indivíduos ou mais.

CAÇADORES-COLETORES

Isso porque, curiosamente, embora a crença em seres sobrenaturais esteja presente em todas as sociedades humanas, são muito raros os grupos de caçadores-coletores (formados por dezenas ou, no máximo, algumas centenas de indivíduos) que creem em "deuses grandes".

Outro fato curioso é que, ao analisar dados antropológicos padronizados de centenas de povos mundo afora, os pesquisadores também verificaram que, quanto maior o tamanho (em número de pessoas) de uma sociedade, maior também é a chance de seus membros adorarem "deuses grandes".

Esse foi um dos fatores que motivou o pesquisador de origem libanesa a propor a ideia de que esse tipo de divindade só "evolui" em sociedades que alcançam determinada massa crítica de tamanho.

Em grupos pequenos, coisas como a proximidade de parentesco, o contato diário entre todos os membros e a falta de hierarquias rígidas seriam suficientes para manter quase todo mundo mais ou menos na linha. Quando grande parte das interações sociais passam a ser anônimas (como numa cidade de milhares de habitantes), entretanto, só o "monitoramento divino" teria sido suficiente para impedir o colapso dos grandes grupos.

Além da influência um tanto bizarra dos olhos sobre o comportamento de voluntários em laboratório, também há indícios de que, quando as pessoas são sutilmente influenciadas ao verem palavras com significado religioso numa tela de computador, seu comportamento em jogos que pagam pequenas quantias em dinheiro como recompensa melhora consideravelmente.

Além de trapacear menos, também tendem a punir trapaceiros com mais rigor e a dividir mais os recursos que recebem com outros jogadores.

Detalhe importante: tais palavras ("Deus", "espírito", "oração" etc.) aparecem na tela por frações de segundo, de modo que não são conscientemente percebidas pelos participantes.

LADO NEGRO DA FORÇA

Tudo isso parece muito bom, mas as pesquisas de Norenzayan e outros cientistas da área deixam muito claro que há um lado negro na maneira como os grupos que adoram "deuses grandes" se comportam.

A tendência a ser mais cooperativo costuma ser mais forte quando ela gera dividendos de reputação para a pessoa religiosa, indicam experimentos. E o comportamento mais ético em relação a quem pertence ao mesmo grupo religioso tende a ser compensado por uma competição mais feroz com quem está fora desse grupo.

Também está longe de ser verdade a ideia de que não é possível ser ético sem crer em Deus, claro. Algumas das sociedades mais pacíficas, prósperas e igualitárias do mundo, como as da Escandinávia, hoje têm predominância de ateus.

Norenzayan argumenta que isso se deve à força e ao bom funcionamento das instituições seculares nesses países.

De fato, em nações desenvolvidas, o mesmo efeito de bom comportamento trazido pelas mensagens subliminares com palavras religiosas pode ser conseguido, em laboratório, usando termos seculares, como "tribunal", "polícia" e "juiz". Essas sociedades com instituições seculares confiáveis teriam "subido a escada da religião e, depois, chutaram-na para longe", diz o pesquisador. 

-------------------

Agora é a minha vez:

Interessante... Mas a chamada para reportagem induz a muitos erros de interpretação... Não ficamos mais 'generosos' porque escutamos 'deus'... Depende do 'deus'!!! Precisaríamos definir ainda o que seria 'religioso' e 'ético'... Edir Macedo seria 'religioso'??? A Santa Igreja Católica seria 'religiosa'??? E éticos??? Lutero foi 'ético', bom??? Sano???

Esta tese correlacionando 'deus' com 'generosidade' precisará desbancar uma inundação de evidência em contrário... Posso escrever de cabeça por três ou quatro horas e enterrar esta baboseira com evidências... As guerras, quase todas, decorrem de motivação religiosa e étnica - uma forma de segregar NÓS E ELES... "Religioso" transcende a divindade mítica, sendo o comunismo uma forma de crença... 

Todos os países majoritariamente descrentes são também os mais igualitários, justos e éticos... Suécia, Noruega, Finlândia, Dinamarca, Holanda, Bélgica, Islândia, Inglaterra, Alemanha, Nova Zelândia, Austrália, Japão, Canadá... Não me venham com a 'China', um dos países mais supersticiosos do planeta...

Derren Brown também demonstrou em vídeo experimentos onde pessoas são deixadas em uma sala para um 'jogo', e quando sozinhas, quase 95% roubam no resultado... Finalmente uma cadeira que dizem ser assombrada é colocada no local, e o resultado é subvertido, quase a totalidade não rouba... O leviatã, o 'big brother', parece ter funcionado desde a savana africana... Mas estamos no terceiro milênio, e não precisamos de tais amuletos... Assim como não acreditamos que a epilepsia é causada por possessão demoníaca....

Temer uma divindade provoca reações, mas quase a totalidade da população carceraria do globo é 'crente'...Um estudo endossado por Drauzio Varella dá conta de que podemos 'orar pelo paciente', mas sem contar a ele... Por que isso causa stress... Estudos na universidade de Durham mostram que o hipocampo de pessoas 'crentes' tendem a ser 'menores'... E por aí vai...

Na verdade querida, estou desenvolvendo a seguinte tese: resumidamente, podemos dizer que os hemisférios cerebrais se comportam respectivamente como um CIENTISTA e como um ADVOGADO... Por isso temos 'crença' e 'descrença'... Por isso 'uns' insistem em descortinar a REALIDADE, enquanto outros tratam de conformá-la, sua imagem e semelhança.... Pois bem, o regulador de nosso destino nesta escala que vai do ceticismo científico ao martírio do santos, é - além de nossa genética e neurofisiologia - o corpo caloso, mediador de 'quem exercerá o controle', o advogado ou o cientista...Evidentemente a educação joga o seu papel, sobre a capacidade neuropsicológica de aprender, e a disponibilidade de conhecimento por parte do meio...

Quando surpreendidos em um ato falho, o advogado sempre assume: 'não fui eu'... Quando o tempo passa, a tendência será acomodar a situação por meio da verdade ou do invento, dependendo de nosso destino 'neural', seja para a 'estorinha', seja para a 'factualidade'... Em relacionamentos muitas coisas estão em jogo, mas a tendencia deverá ser confirmada...

A religião é, per si, um ato falho, um equívoco, e que quando desconhecíamos 'tudo sobre tudo' serviu de instrumento de dominação, assim como de calmaria para um rebanho 'quase' ruminante... NÃO MAIS!!! E o livro concorda...

Não posso admitir que uma coisa que está completamente errada, e nem pode ser definida, dada a miríade de cerca de 12.000 divindades cadastradas, possa ser realmente positiva ou ética, e entendo que o livro não desenvolve tal hipótese...

------------------------

[EXCERTO DE MEU LIVRO 'EVA - AS ORIGENS DA MISOGINIA']:

Daniel Dennett começa a sua obra 'Quebrando o Encanto' (2006) com uma desconcertante analogia:

“Observe uma formiga em um prado, laboriosamente subindo por uma folha de capim, cada vez mais alto, até que cai, depois sobre outra vez e mais outra, como Sísifo rolando a sua pedra, sempre tentando chegar ao topo. Por que ela faz isso? Que benefício estará buscando para si própria nesta estranha e extenuante atividade?”

Dennett logo desfaz o mistério por trás deste comportamento bizarro e suicida, porque na verdade não existe de fato, nenhum benefício biológico para a formiga; o seu cérebro foi infectado e está sendo controlado por um parasita, que utiliza a formiga como hospedeiro, para chegar ao estômago de um carneiro ou de uma vaca, e assim completar o seu ciclo reprodutivo... Trata-se do Dicrocoelium dendriticum; este verme cerebral, explica Dennett, dirige a formiga a uma condição que “beneficia a sua própria progênie, e não a da formiga”... 
E Dennett desafia: 

“Será que com seres humanos acontece alguma coisa parecida?”

A comparação entre a “palavra de deus” e o Dicrocoelium dendriticum parece inquietante e forçada, mas existem boas evidências que apontam em outra direção... Estamos tratando aqui dos ‘memes’, ou ideias que se comportam analogamente como ‘genes da cultura’; o termo foi cunhado por pelo biólogo e autor Richard Dawkins... A religião poderia ser um ‘meme’ apto, selecionado ao longo de séculos e milênios, até encontrar estas mal fadadas linhas em um livro, escrito em 2013...
Em Mateus [13], podemos ler: 

“Semen est verbum Dei; sator autem Christus. [A palavra de Deus é uma semente, e o semeador é Cristo]”

Sugestivo, não??? Parece que tal ‘palavra’, tal ‘meme’, encontrou os cérebros humanos, e tendo sido propagada e disseminada por toda parte, enquanto promete a remissão da morte - eum qui audit manebit in Eternum [aqueles que ouvirem viverão para sempre]... Tal palavra, o ‘meme do verbo’, no entanto, cobra um elevado preço: a completa SUBMISSÃO... Não é por acaso que a palavra islam significa 'submissão'; submissão cega e incondicional... 
Tal conceito ou semente tem encontrado terreno árido para germinar, em nossos dias, posto que a liberdade e as liberdades individuais vieram para ficar... Já não será tão fácil vender a submissão como antes, quando desconfiamos não precisar mais de tais AMULETOS - e quando começamos a nos dar conta de que de fato eles não funcionam, e nunca funcionaram...
É bem verdade que ideias não agem como seres vivos, como seres animados, ou mamíferos cerebrados como nós, e não conseguem enxergar ou pensar, mas o Dicrocelium dendriticum também não enxerga, e sequer possui um cérebro... Não obstante, as formigas, suas hospedeiras, possuem um cérebro bastante simples, com cerca de 500.000 neurônios, e que desempenha um limitado conjunto de funcionalidades... Nada comparável com os nossos 86 bilhões de neurônios, interconectados por mais de 10.000 terminações sinápticas ‘cada’.... Isso nos leva a um assustador número de combinações neurais ou pensamentos, o que em parte explica a riqueza de nossa imaginação... Mas as formigas trabalham de forma sincronizada, e sua comunidade opera como um grande cérebro, articulando funcionalmente suas operárias como neurônios...
Estas ‘ideias referenciais’ ou memes, permanecem bem engendrados em nosso cérebro, afetando o nosso comportamento, sendo absorvidas por nosso organismo a partir da cognição... Estes memes atuarão como referências operacionais e conceituais em nosso Sistema Neural, fazendo o mesmo estrago que o Dicrocoelium fez com as formigas... E daí para a concepção de homens-bomba, mártires, celibatários, membros da Opus Dei ou da Ku Klux Klan, será um apenas um passo...
A Natureza, no entanto, nos cobra implacavelmente que sejamos eficientes, e disso depende a nossa vida: Cui Bono (?)... Qual é a vantagem de fazer isso ou aquilo??? No fenômeno do meme religioso, caminhamos contra o vento, contra a maré, contra a Natureza, e contra a REALIDADE... Isso também explica por que quanto mais religioso um povo é, mais pobre, faminto e violento, ele será; mais mortes ao nascer e menor expectativa de vida; e quanto mais ignorante, menos instruído, mais religioso... Mas nem sempre foi assim!!!
Já houve um tempo em que a humanidade representou um terreno fértil para o vírus da crença – quando não havia suficiente acervo de CONHECIMENTO para rechaça-lo... Parafraseando Jan Neruda, ...

... quem nada sabe, em tudo crê...

O antropólogo Clifford Geertz, em ‘A interpretação da cultura’, define a religião como:

(1) Um sistema de símbolos que age para (2) estabelecer humores e motivações poderosas, penetrantes e duradouras nos homens por meio da (3) formulação de conceitos de uma ordem geral da existência (4) em tal aura de veracidade que (5) os humores e motivações pareçam singularmente realísticos.

Se acrescentarmos às “motivações poderosas” os adjetivos ‘bizarro’, ‘grotesco’ e até ‘suicida’, e substituirmos ‘homens’ por ‘formigas’, veremos claramente a palavra 
- ou meme - de ‘deus’ atuando no Dicrocelium dendriticum...

Miguel Nicolelis é um dos mais renomados neurocientistas brasileiros em carreira no exterior... Em entrevista polêmica para a revista ‘Planeta’ ele afirmou que a humanidade é dominada na atualidade por três esquizofrênicos: Abraão, Jesus e Maomé... Apenas a esquizofrenia poderia explicar por que esses personagens ‘ouviam vozes’ e ‘tinham ‘visões’:

"(..) há uma linha tênue que separa as pessoas ditas como normais e anormais, pois o cérebro humano pode sair facilmente do estado normal e evoluir para o patológico."

Estes três personagens – e eu agregaria à lista Noé, Moisés, João Batista, São Francisco de Assis, entres outros -, são de vital importância para as três maiores religiões em nosso tempo: cristianismo, islamismo e judaísmo; e podem, simplesmente, terem sido psicóticos ou esquizofrênicos de carteirinha:

“Nos dias de hoje, aliás, a humanidade curiosamente é dominada por três esquizofrênicos que ouviam vozes, olhavam para o céu e achavam que alguém estava falando com eles.”

E aprofunda, irônico:

“Jesus Cristo, Maomé e Abraão. Muito provavelmente os três precisavam de HADOL [medicamento para esquizofrenia]. É arbitrária qualquer classificação que defina as bordas da normalidade”.

E existe uma biologia para a crença religiosa:

“Como o cérebro é um simulador da realidade, ele cria um modelo e uma ilusão de realidade para cada um de nós. Ele precisa de uma história: de onde viemos? Como começou o universo?” [...] A Esquizofrenia é um processo químico. Entre outras coisas, no frigir dos ovos, tudo se resume a um balanço entre neurotransmissores e atividade elétrica no cérebro. A gente percebe que são pequenas variações que levam você a ouvir vozes, ter delírios.”

Hoje sabemos que existem raízes biológicas, neurofisiológicas e genéticas para o fenômeno da crença... A crença religiosa está em nosso cérebro... E o estudo de gêmeos univitelinos é uma fonte inesgotável de evidências para isso, corroborando a ideia de o ‘fervor’ é induzido pela genética em nossos cérebros, enquanto a ‘religião’ escolhida dependerá das referências culturais... A intensidade da ‘crença’ ou a obsessão cega em crer tem forte correlação com a genética, enquanto a escolha do messias - Krishna, Jesus, Maomé, Thor, Tupã, o Grande Jujú da Montanha, ou nenhum ‘senhor’ sobrenatural - dependerá das referências culturais impostas por sua cultura, além da qualidade de sua instrução e educação...

A Ciência atua como antídoto para a crença, testando a nossa lucidez pelo confronto de nossa percepção com a realidade... A iniciação científica é, pois, uma salvaguarda para a lucidez... 

Uma vez que o ‘sistema de crenças’ está ‘instalado’ em nosso cérebro - hardware e software - ele atuará projetando um bom lote de explicações sobrenaturais sobre a realidade fenomenológica do Universo, e sempre consonantes com os preceitos da religião oficial em sua cultura, ou de suas variantes modais, e modernas – como ‘deuses’ que descem de naves espaciais... 
A base da ‘fé’, no cérebro, está relacionada com o complexo da ‘emoção’, e não do ‘raciocínio’; sendo o segundo, com dissemos, um importante antídoto contra o ‘ato de fé’... Este é motivo pelo qual ‘divindades sagradas e pastores’ abominam o ‘pensamento’, enaltecem a ‘submissão’ de seu o rebanho... ‘Pensar’, pois, subverte o efeito hipnótico da crença, comprometendo o ‘lucrativo negócio da fé’, e QUEBRANDO – para sempre - O ENCANTO... 
O complexo da fé ativa simultaneamente o Córtex Cingulado Anterior, relacionado à emoção, e o Córtex Pré-Frontal Ventromedial, responsável por processar a sensação de recompensa, e também relacionado à socialização; enquanto a repulsa pela descrença é processada pela Ínsula... 
Quando uma pessoa acredita que o seu mundo é governado por entidades sobrenaturais, ela passa a ‘ver’ os acontecimentos como movidos por intencionalidade, com ênfase na causalidade simplista, e desprezando as causas aleatórias e complexas para explicar os fenômenos que nos cercam...
Considere o jargão da auto-ajuda: 

“Tudo tem uma causa.”

E note que nas entrelinhas esta dito:

“[...] uma causa MORAL!!!” 

Evolucionariamente possuímos afinidade inata por eventos causais: onde uma causa seria a responsável direta - e muita vezes única - sobre um determinado efeito fenomenológico, ou consequência... Mas o Universo, a Natureza, e a vida humana, estão marcados e sulcados, sobretudo, por fenômenos caóticos, randômicos, estocásticos, probabilísticos, multi-variáveis e complexos - e o clima é um desses exemplos... 
Somente nos últimos dois séculos, aprendemos a descrever a complexidade dos fenômenos naturais que moldam o ‘mundo’ e o Universo que nos cerca... 
Sempre que tomo um táxi faço a experiência: 

... após o cordial ‘bom dia (!)’ e o necessário ‘para onde vamos (?)’, um padrão se repete: os taxistas parecem ter uma especial e irremediável preferência por assuntos meteorológicos [sic]... ‘Este clima está louco’, dizem eles... Ao que respondo: ‘Não!!! O clima não ESTÁ louco, o clima É louco’!!! 

Isso por que a troposfera é um sistema caótico... E nem todos estamos preparados para dormir com este barulho, e continuamos recorrendo ao ‘simplismo causal’; e daí tanta confusão – e também revoluções, guerras, fogueiras, mortes e/ou religião... Daí o espaço para estelionatários e esquizofrênicos - não diagnosticados como tal -, e um exército de crentes... Daí tanto sofrimento... Daí tanta superstição...

------------------------

QUERIDA, 'O DESESPERO DE CRER AO INVÉS DO ESMERO POR SABER, É ANTI-ÉTICO'!!! ÉTICO, LOGO CÉTICO...

Acho que o 'livro', agora que li o texto completo, vai na mesma direção que as minhas considerações em muitos aspectos... Beijos e obrigado!!!

Só que, na verdade, 'temer não é ético'... Ética é o contrário, significa MANTER A COERÊNCIA QUANDO JÁ NÃO EXISTEM TESTEMUNHAS (Sherman; 'Ethos - Ético, Logo Cético')

Carlos Sherman

NÃO DIGAM 'Amén'!!! PENSEM!!!



Recebi a 'santinha' acima com a habitual 'correntinha do amém', e respondi: 

Eu continuo preocupado com a seguinte questão: como uma virgem pode ser mãe??? E como alguém pode acreditar nesta estória da carochinha no terceiro milênio??? Depois disso, sigo em dúvida sobre como ainda acreditam em deuses da Idade do Ferro, e em fenômenos sobrenaturais, superstições de 'rezas', quando a REALIDADE NATURAL se impõe por uma enxurrada de evidências??? Eu não rezei, mas tenho estudado bastante, e tudo vai bem, e posso cuidar de mim e de tantos outros, pela clareza e pela ética...

EU NÃO DIGO 'AMÉM' PARA QUALQUER BESTEIRA!!! LITERALMENTE...

Carlos Sherman

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

PM Story

Brasil é referência em combate à pobreza e desigualdade no mundo - Repó...

Economista comenta desigualdade no Brasil.. sensacional!

PEDIDO DE ORAÇÃO!!!



COMO PODEMOS ACREDITAR QUE UM 'DEUS' ATENDERÁ AS NOSSAS PRECES, APÓS TER - POR EXEMPLO - DEIXADO QUE UMA PESSOA JOVEM FOSSE DIAGNOSTICADA COM CÂNCER NO CÉREBRO??? O QUE DEVEMOS PENSAR??? QUE DEUS ESTAVA DISTRAÍDO E NÃO VIU QUE O RAPAZ DESENVOLVEU UM CÂNCER GRAVÍSSIMO NO CÉREBRO E COM METÁSTASE??? FOI DISTRAÇÃO??? NÃO PODE SER, PORQUE NESTE CASO PODERÍAMOS PRESUMIR QUE ELE ESTÁ DISTRAÍDO AGORA - MESMO SENDO 'ONISCIENTE' E 'ONIPRESENTE'... 

ENTÃO ELE NÃO QUIS AJUDAR O RAPAZ, E NA REALIDADE, PELA GRAVIDADE E PREMATURIDADE, ELE FOI O RESPONSÁVEL POR TAL DOENÇA... E NESTE CASO, SENDO 'DEUS', PRESUME-SE QUE ELE PENSOU NO QUE ESTAVA FAZENDO... E NESTE CASO, POR QUE ELE ATENDERIA PRECES DE ÚLTIMA HORA SE PENSOU E PENSOU, ANTES DE PERPETRAR UMA DOENÇA 'GRAVÍSSIMA' EM UM SER HUMANO TÃO JOVEM... POR QUE ATENDERIA AS NOSSAS PRECES??? 

SABER O QUANTO OS FAMILIARES DESTE RAPAZ O AMAVAM NÃO É SUFICIENTE PARA PROTEGÊ-LO??? NÃO??? E ESTE RAPAZ PODERIA ATÉ MESMO SER CRISTÃO, E DEVOTO... POR QUE DEUS MUDARIA DE IDEIA??? NÃO SE TRATA DE UMA UNHA ENCRAVADA OU UMA DOR DE DENTE., OU BRAÇOS E PERNAS QUEBRADOS... DEUS PERMITIU OU DEFLAGROU O DESENVOLVIMENTO DE UM CÂNCER NO CÉREBRO!!! 

POR QUE ESTE DEUS ESTARIA DISPOSTO A COLABORAR??? PARA QUE NOS AJOELHEMOS??? PARA QUE NOS CURVEMOS E NOS HUMILHEMOS??? PARA QUE O GLORIFIQUEMOS??? ISSO FAZ ALGUM SENTIDO??? POR QUE DEVEMOS CONFIAR EM QUEM BARGANHA COM A VIDA DE OUTRO SER HUMANO - UM FILHO, IRMÃO, NETO, SOBRINHO, PRIMO, AMADO POR MUITOS??? COMO PODEMOS CONFIAR EM UM DEUS TÃO CRUEL???

SINTO MUITO AOS QUE SOFREM COM A PERDA DE UM ENTE QUERIDO, OU COM A IMPOTÊNCIA DE NÃO PODER TRAZÊ-LOS DE VOLTA À SAÚDE... SINTO MUITO MESMO, E JÁ LUTEI POR 'MINHAS CRIANÇAS COM CÂNCER' NO CENTRO BOLDRINI EM CAMPINAS... CONHEÇO O SOFRIMENTO DE VOCÊS, EMBORA NÃO POSSAMOS NEM SONHAR EM MEDI-LO... MAS TAMBÉM PRECISO PENSAR NAQUELES QUE ARRUINARÃO AS SUAS VIDAS EM IGREJAS E ANTROS ESTELIONATÁRIOS... LUTEM ATÉ O FIM, NÃO MEÇAM ESFORÇOS, NÃO DESISTAM,. LUTEM DE PÉ!!! NÃO DESISTAM JAMAIS... MAS NÃO ME PEÇAM PARA ORAR... POSSO AJUDAR EM CONTACTAR MÉDICOS, AMIGOS, BUSCAR RECURSOS... POSSO LUTAR, MAS NÃO POSSO ENGANAR A MIM, NEM A VOCÊS, E NEM A NINGUÉM...

SE DEUS PODE CURAR A DOENÇA, POR QUE PERMITIU O SEU DESENVOLVIMENTO??? DEVEMOS PEDIR A QUEM NOS CORTOU QUE FAÇA O CURATIVO???

LAMENTO, MAS PRECISO REGISTRAR ESTAS PALAVRAS... CONSIDERO COMO UM RESPEITO SEM LIMITES PELA VIDA, PELA LUTA E PELA DOR DE QUEM QUER QUE SEJA... MESMO QUE O GESTO NÃO SEJA ENTENDIDO COM FACILIDADE... SE DEUS REALMENTE EXISTISSE ELE TERIA MUTO O QUE EXPLICAR!!!

Carlos Sherman

GRAÇAS A DEUS!!!





"AGRADECER A DEUS POR POUPAR-LHE DE UM DESASTRE NATURAL É COMO MANDAR UM CARTÃO POSTAL À UM SERIAL-KILLER POR TER MATADO A FAMÍLIA DA CASA AO LADO." - Deven Green (como 'Betty Bowers - The America´s best Christian')

CRIMINOSO!!! INACREDITÁVEL...

I

CRIMINOSO!!! Seu débil mental, o DNA tem as provas da evolução... 70% do código genético é saltado... O reptiliano é o núcleo de nosso cérebro, e o cérebro evoluiu de dentro pra fora... Matusalém é uma lenda, mas desde o homem de Cro-Magnon até o fim da Idade Média o homem viveu em média de 30 a 40 anos, e em 300 anos de Ciência quintuplicamos a população do planeta, quase triplicamos a expectativa de vida, diminuímos a mortalidade em 40 vezes, e diminuímos a violência em 100 vezes... RIDÍCULO!!! SIMPLESMENTE 'DEUS NÃO EXISTE'!!! QUE PALHAÇO...

Carlos Sherman

INEFÁVEL!!!










Metafísica



Sobre a Metafísica:

"Não se trata de que não saibam ver as soluções. O que acontece é que não sabem ver os problemas." - G. K. Chesterton (‘O Escândalo do Padre Brown’)

Para estar em condições de descrever um possível problema como 'metafísico', primeiramente devemos estar bem familiarizados com os fenômenos FÍSICOS, objeto de estudo da Física... Caso contrário faremos um papel ridículo... A Metafísica - toda ela - não passa de um lote de questões mal colocadas...

Carlos Sherman

BBC - 200 Países, 200 Anos, 4 Minutos (LEGENDADO)

Hans Rosling: The River of Myths

Fé Cega é PLEONASMO!!!










O 'milagre' e o CFM!!!



O ‘milagre’ e o CFM

Ontem assisti estupefato à uma matéria no fantástico sobre um atropelamento ocorrido em Anápolis, Goiás... Trata-se de um acidente raro e impressionante, resultado da sequência de duas batidas... Um carro colide com a traseira de outro que por sua vez perde o controle de choca-se com um terceiro carro que está estacionado... Este último veículo move-se em direção à uma senhora que caminha na calçada com o netinho... O carro atropela os dois passando com uma das rodas dianteiras sobre o menino de 5 anos, em uma linha diagonal entre a clavícula e o pescoço do menino, e raspando a região da orelha e do queixo... O menino sai ileso do acidente...

O assunto foi tratado de forma apologética, terrível, envolvendo um dito 'perito' em acidentes e um 'médico' ortopedista:

1. Do 'Perito': 

"A pedido do Fantástico, um perito em acidentes calculou velocidade e força do impacto com que o carro branco atingiu o menino. Para isso, analisou: a distância entre os carros antes da batida, de 19 metros; a distância percorrida pelo carro branco com o impacto, de 15 metros; Segundo as contas do perito, o carro atingiu o menino a 39 km/h."... O cálculo está ERRADO!!! Ele não considera as importantes ‘absorções de impacto’ ocorridas nas duas colisões, e visivelmente a velocidade é bem menor do que quase '40km/h'... Esta premissa é inteiramente falsa!!!

O ‘perito em acidentes’, Renato Orsi, afirma que: “comparativamente, você pega esse carro que tem 932 quilos aproximadamente sobe ele 6 metros, são dois andares de um edifício, coloca o carro na ponta e solta. É bastante intenso”... Isso é ridículo, ignóbil e tendencioso!!!

(1) Primeiro por que no acidente o carro ‘rola’ por cima do pescoço do menino, e não 'cai sobre o menino'... Existe, portanto, uma ‘rolagem’ com o peso distribuído e não um ‘esmagamento’ com todo o peso... 

(2) Depois porque o peso do carro está distribuído por seus 04 pneus, sendo que a deformação do ‘pneu’ também absorve parte da força que não é transferida para o menino... 

(3) Mas, finalmente, tudo isso é ridículo porque no caso de ter o veículo de “932 quilos” solto do segundo “andar de um edifício”, o menino receberia ‘todo’ o impacto, além de ser ‘esmagado contra o solo’ - o que é infinitamente diferente de receber uma ‘rolagem’ com uma zona de escape, recebendo apenas  ¼ da força, considerando a respectiva e ‘importantíssima’ absorção promovida pela deformação do pneu... 

(4) Mas o peso ainda foi bem menor, e isso por vemos que a roda traseira do veículo desce a calçada, o que acarreta no alívio do peso sob as rodas dianteiras, e em especial a roda que ‘rola’ sobre o pescoço do menino...


2. Do Médico e da Competência do CFM:

"João fez radiografias da coluna cervical, bacia e tórax. O médico não encontrou nenhum arranhão."... Um ortopedista deveria esperar fraturas e fissuras em suas radiografias, e não arranhões, mas notei claramente, pela entrevista, que ele utilizava termos pouco 'médicos' e abusava de expressões 'piegas', deixando antever claramente qual seria o gran finale...

O 'médico' ortopedista Juliano Martins considerou as características anatômicas e fisiológicas pertinentes à um garoto de 5 anos, com ossos e ligamentos mais flexíveis, mas arrematou que: "No entanto, não tenho dúvidas de que isso foi um milagre”... 

Como é possível que formemos MÉDICOS QUE AINDA ACREDITEM EM MILAGRES??? O que faríamos com engenheiros que acreditassem em milagres, aliviando nos cálculos estruturais de suas pontes??? Ou engenheiros que, acreditando em milagres, aliviassem no cálculo estrutural de protensões contra descargas atmosféricas, se ATÉ AS IGREJA TÊM PARA-RAIOS???

E é interessante notar que MAIS MILAGRES OCORREM NO 'EINSTEIN' OU NO 'SÍRIO-LIBANÊS', SENDO PATENTE QUE DEUS NÃO ATENDE PELO 'SUS'...  O Conselho Federal de Medicina deveria estar atendo a casos como esse... Como o médico grastroenterologista e 'pator', Dr. Robalinho, que atendeu a minha esposa 'grávida' e receitou um tratamento fortíssimo contra gastrite... Na saída tivemos ou seguinte diálogo:

Dr. Robalinho: - Se 'deus' quiser ela ficará bem.
Autor: - Como assim 'deus'?
Dr. Robalinho: - Claro! O médico é guiado por 'deus'.
Autor: - Mas como eu não acredito em 'deuses', em 'nenhum deles', então peço para não pagar a 'parte de deus' na consulta!
Dr. Robalinho: - Mas eu só utilizei procedimentos científicos!
Autor: - Então onde entra o 'seu deus'?
Dr. Robalinho: - Foi como desejar 'boa sorte'.
Autor: - Mas não foi isso o que você disse... Eu já entendi, vou pagar a consulta... Ou posso apenas dizer: 'deus lhe pague'? É uma de desejar 'boa sorte'!

"QUANDO ALGUÉM DEFENDE COM 'ARGUMENTOS DE OCASIÃO' O QUE AFIRMA PROFESSAR POR 'RAZÕES DE PRINCÍPIO', TENDEMOS A SUSPEITAR DE QUE NA VERDADE NÃO ACREDITA FIRMEMENTE EM NENHUM DOS DOIS." - Xavier Rubert de Ventós


3. Do 'Milagre' ou 'Azar':

“Sentei aqui, fiquei, aí ele deitou aqui no chão, falou: ‘vovó eu vou descansar um pouquinho’. Estava uma sombra boa. Aí ele falou: vamos embora vovó? Eu falei: ‘então vamos’.”... QUE AZAR!!! Ao invés de sair do descanso alguns segundos antes ou depois, O MENINO AZARADO DECIDIU CAMINHO AO ENCONTRO DO ACIDENTE EXATAMENTE NO MOMENTO DA COLISÃO... 

E tem mais, SE ASSUMIMOS QUE DEUS PODE INTERFERIR CONSAGRANDO MILAGRES, PODEMOS ENTÃO ASSUMIR QUE ELE NÃO INTERFERIU CAUSANDO A MORTE DE MUITAS OUTRAS CRIANÇAS, IDOSOS E ADULTOS... Trata-se do desonesto truque de JOGAR TÊNIS SEM REDE...

SE DEU CERTO FOI DEUS, SE DEUS ERRADO FODEU!!! 

PENSEM, SE DEUS É RESPONSÁVEL PELA CURA, POR QUE NÃO IMPEDIU A ENFERMIDADE???

Existe ainda o famoso desvio cognitivo de confirmação... As nossas 'crenças' precedentes as explicações 'racionais' para crer... Primeiro abraçamos a crença, e depois tratamos de explicá-las, seja por meio de 'falsos peritos', e de 'ortopedistas de deus'...

Há alguns anos, um homem ganhou na loteria nacional espanhola com um bilhete que terminava com o número '48'... Orgulhoso de seu "feito", ele revelou a 'superstição' que o teria levado à fortuna:

"Sonhei com o número 7 por 7 noites consecutivas, e 7 vezes 7 é 48." 

Isso foi dito na televisão, e em cadeia nacional... Basta um rudimentar domínio da tabuada para gargalhemos do erro cometido... Mas todos nós inventamos criamos um olhar próprio sobre as nossas superstições... As superstições alheias são torpes, mas as nossas são 'lícitas'... Lutamos desesperadamente para encontrar ordem no caos, e empregamos os nossos parcos recursos para filtrar e processar as nossas percepções, extraindo significados esdrúxulos do oceano de dados que inunda a nossa vida diária... E cometemos erros que, ainda que menos óbvios, são tão significativos quanto esse...

Triste destino daqueles que nada sabem sobre a 'Probabilidade e Estatística', triste destinos daqueles que nada sabem sobre o Universo que nos cerca e sobre a Vida... Triste destino dos acéfalos em cristo... 

QUEM NADA SABE EM TUDO CRÊ!!!

Carlos Sherman

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

O Paradoxo do 'Feminismo'



Existe uma contradição no cerne da questão ‘feminista’, uma contradição que poucas feministas enxergam, reconhecem ou aceitam... 

(1) Somos Iguais: o 'feminismo' clama por igualdade e identidade entre mulheres e homens... Abaixo o sutiã, diferenças estéticas, corte de cabelo, pelos nas axilas, etc.;
(2) Somos Diferentes: mas alega que homens e mulheres são diferentes, e que as mulheres são superiores aos homens... Os homens devem 'mudar', mas as mulheres estão bem adaptadas...

Não podemos afirmar que homens e mulheres estão igualmente adaptados para todos os tipos de trabalho, e também não podemos afirmar que se todos os trabalhos fossem feitos por mulheres eles seriam feitos de um modo diferente, melhor, superior, ou mais eficaz... Por isso declarações feministas de superioridade da mulher em relação ao homem estão distantes de uma correta abordagem do ‘natureza humana' e sua 'diversidade'... 

O 'feminismo' afirma explicitamente que 'se houvessem mais mulheres em cargos de poder prevaleceriam valores mais humanos'... Parte-se, então, do pressuposto de que 'as mulheres diferem dos homens em sua natureza'... Supostamente, e ainda segundo o 'feminismo', se as mulheres gerissem ou cogerissem o mundo haveriam – por exemplo – menos guerras... Algumas arriscam mesmo a dizer que “não existiriam guerras”... Quando mulheres estão à frente de empresas, parte-se do pressuposto de que ‘haverá mais cooperação, em detrimento da competição - marcadamente masculina’... Estas são afirmações explícitas e firmes de 'puro sexismo', mas que realmente dizem que ‘a mulher tem uma personalidade e natureza que diferem do homem’... Dito de outra forma: 'se a mulher difere do homem em personalidade, significa que provavelmente sejam melhores ou piores do que os homens em determinados trabalhos tipos de trabalhos'... O que está cientificamente demonstrado...

Não podemos simplesmente ‘jogar tênis sem rede’, ou seja, alegar diferenças quando convém, e negá-las quando não convém... Chamamos a isso, em Psicologia, de Desvio Cognitivo de Confirmação... Também não poderemos apelar impunemente para as “pressões e convenções sociais” - um terreno pantanoso - para justificar tais diferenças... Se o “patriarcado” dispusesse de tamanho poder, como os cientistas sociais nos querem fazer crer, a natureza de uma pessoa seria irrelevante... Sendo assim, e apenas como exemplo, um homem proveniente de um lar desfeito e que viveu uma vida dedicada ao crime seria um produto inequívoco desta experiência... A correlação é realmente alta, de um lar violento produzir indivíduos violentos, MAS NÃO SE FOREM ADOTADOS... O que nos diz que a genética compartilhada por pais e filhos desempenha um papel fundamental... No caso de gêmeos homozigóticos, se um dos gêmeos é gay, existirá uma correlação de 70% para que o outro também seja gay... Se forem criados em lares diferentes esta correlação cai para 50%, e se forem gêmeos dizigóticos criados no mesmo lar, a correlação despencará para cerca de 16%... 

Estamos mais uma diante da falaciosa teoria da Tábula Rasa - termo cunhado por John Locke (1632-1704), e um dos pilares para todas as teorias sociais... Somos, segundo este princípio, uma folha em branco no qual a personalidade e o caráter são impressos por meio da cultura e do processo de socialização; desprezando inteiramente a condição natural do ser humano, em favor de uma 'sociologização' do comportamento... Convenceu a muita gente e por muito tempo, e segue predominando como a 'crença vigente' até os nossos dias, mas realmente não passa de mera 'crendice'...

Tal premissa equivocada nortearia o pensamento ocidental de Platão a Marx, passando por More, Montaigne e Rousseau, para citar apenas uma das inúmeras ramificações que tal doutrina produziu... O 'freudismo' delirante e as próprias tradições espirituais navegaram a mesma nau... Não somos um mero produto do meio, com Marx 'reafirmou'... O aprendizado do meio, possibilitado e dirigido por nossa genética, operando a partir de nossa bioquímica e neurofisiologia, constitui o complexo de nosso comportamento... 

Conceitos utópicos como a "construção do novo homem" de Lenin não passaram de  uma caricatura falaciosa da realidade, e inescapável demonstração da força do culto à personalidade... A exegese de tal ideário revela a arbitrariedade e o despotismo em pretender julgar e definir 'como seria' este "novo homem"... Faces do 'narcisismo leninista-marxista', uma utopia irreal e surreal... Hodiernamente nos divertimos com de tais disparates, que, no entanto, fundamentam a enclausurada 'Filosofia-Sociológica’... Mas este é outro assunto...
  
Inegavelmente as memórias episódicas, conceituais e referenciais do presente e o passado fazem parte do acervo de referências e experiências de um ser humano; mas tais impressões cognitivas serão percebidas e capturadas por nossa cognição e tratadas em nossa natureza... As diferenças entre 'gêneros' e 'inter-gêneros', jogarão um importante papel neste complexo, fazendo parte desta natureza ... 

Afirmar, por exemplo, que 'mulheres não escolhem a carreira política porque foram condicionadas a pensarem na política como uma carreira para homens’, subestima o papel e a força da mulher... A política tem tudo a ver com a busca de estabilidade, e sobre a qual, e majoritariamente, as mulheres têm se saído melhor do que os homens... As mulheres podem entrar para a política se o quiserem, e a sociedade ocidental diz que SIM... Um dos motivos que tornam a carreira política pouco atrativa para as mulheres, pode muito bem estar representado pelo 'sexismo' que vai na cabeça daqueles que as rodeiam... Mas também seria absurdo admitir tacitamente que é a única coisa que pesa é a opinião alheia...

Já argumentei - anteriormente - que homens e mulheres são diferentes, sob muitos aspectos, e não sobre todos os aspectos... E também demonstrei que tais diferenças provêm de um passado evolutivo no qual os homens caçavam e as mulheres coletavam...

Os homens percorriam grandes distâncias em busca de caça, e precisavam naturalmente enfrentar o desafio da 'orientação espacial’... As mulheres colhiam frutos e tubérculos, necessitavam de uma 'visão detalhada’ de seu entorno, mas permaneciam nas redondezas de seu núcleo de fixação... Por isso, e sem demora, antes que seja acusado de dizer que ‘lugar de mulher é em casa, enquanto o maridão sai para sustentar a casa', devo adverti-los e surpreendê-los com a excepcional observação de Matt Ridley (‘A Rainha de Copas’):

“A prática de sair de casa para trabalhar num escritório ou numa fábrica é estranha e nova para a psicologia do macaco antropoide que vivia na savana. É igualmente tão estranha para um homem como para uma mulher. Se no Pleistoceno os homens saíam de casa para realizarem longas caçadas, enquanto as mulheres percorriam distâncias mais curtas para recolherem plantas, então talvez os homens estejam mais bem adaptados para viagens longas até o emprego.”

Talvez... Mas o que realmente importa é que ninguém, mulheres ou homens, está realmente adaptado evolutivamente para ficar sentado como secretária falando ao telefone, ou passar dias a fio em uma bancada de fábrica apertando parafusos em moto-continuo... O fato do “trabalho” ter se tornado uma tarefa dita “masculina” enquanto o “lar” se tornou uma tarefa dita “feminina” é um acidente histórico: a domesticação do gado e a invenção do arado transformaram a coleta de alimentos em uma tarefa que podia se beneficiar da força física masculino... Porém, em sociedades onde a terra ainda é trabalhada à mão, são as mulheres que fazem a maior parte do trabalho... A revolução industrial veio reforçar tal tendência... Mas a revolução pós-industrial, com a crescente e 'recente' oferta de serviços, reverter mais uma vez tal tendência... As mulheres estão novamente ‘saindo para trabalhar fora de casa’, tal como o faziam quando procuravam tubérculos e frutos no Pleistoceno... Por isso, não existe qualquer justificativa com base na Biologia Evolucionária que sirva de esteio para a visão machista de que “os homens devem ganhar dinheiro e as mulheres devem cozer as suas meias”... 

Podemos, no entanto, topar com profissões - tal como a mecânica de automóveis ou a caça - para as quais os homens estarão mais bem adaptados neuropsicologicamente e fisiologicamente do que as mulheres... Assim como existem profissões - tal como a medicina ou a educação – para as quais as mulheres estarão naturalmente melhores adaptadas... 



Apesar da natureza ser originalmente 'fêmea', e apesar de sermos todos 'fêmeas' até a sexta semana de gravidez - contrariando a ignorância bíblica -, a biologia não pode ser invocada pelo sexismo quando tratamos de ‘carreiras’... De fato, e curiosamente, olhando de uma perspectiva evolucionária, encontramos muitas mais sustentações para uma atitude igualitária de 'oportunidades' na Biologia e na Etologia do que a própria ‘Filosofia’... Na verdade devo ir mais longe afirmando que todas as questões ditas ‘morais’ e, portanto, ditas subjetivas, podem ser reduzidas a questões objetivas, onde a CIÊNCIA poderá contribuir - sendo o 'gênero' uma delas... 

E não espero mais para dizer que:

Mulheres, homens, humanos, tem 'expectativas' diferentes, o que não condiciona uma 'capacidade' diferente!!! Isso muda tudo, e novamente subverte a questão... Somos diferentes, evoluímos naturalmente para desempenhar papéis diferentes, e 'de um momento a outro', afinal 50.000 anos é um lapso evolutivo, nos vimos em um mundo inteiramente novo, gozando das mesmas faculdades inatas...

Ao longo de gerações o sucesso reprodutivo dos homens dependeu de sua posição hierárquica e política... As mulheres raramente foram incentivadas a este tipo de ‘batalha’, afinal  o seu sucesso reprodutivo dependia de outros fatores... Por isso a perspectiva evolucionária prevê que as mulheres não manifestarão, com tanta frequência, interesse espontâneo pela política... Mas nada implica em que não seriam boas no trato com as questões políticas - e ao contrário... As evidências sugerem que as mulheres são, em média, ligeiramente melhores do que os homens na gestão de países...

Não posso perder a oportunidade de dizer que este não é o caso da ‘masculinizada’ “presidenta Dilma” - um mero avatar do “Lulinha paz e amor” [sic]... Em suma, e no caso do 'gerenciamento', as evidências 'parecem' apoiar o pressuposto 'feminista' de que ‘existe um certo toque feminino’ para governar... Vejamos: intuição, avaliação de caráter, desapego em ‘adorar a si mesma’, diplomacia, etc... ‘- Morram de inveja, homens!!!’ 

Estamos falando em 'tendências' inatas, e muitos outros fatores serão importantes na especialização para o bom cumprimento de uma função, além da experiência... Infelizmente, muitas organizações - sejam empresas, instituições de caridade, ou governos - recompensam a 'ambição astuciosa' ao invés da 'capacidade'... Nem sempre os melhores na ‘guerra para chegar ao topo’ serão os melhores para o bom desempenho da função... E não sei por que ‘o capo Lula’ me vem à mente novamente [sic]!!! 

E já que homens estão mais preparados para a ‘guerra’, não nos beneficiamos tanto quanto poderíamos deste ‘toque feminino’ na administração... Devemos assinalar tal condição, não para acirrar a 'luta sexista', mas para retificar a compreensão sobre a natureza humana, em benefício das gerações vindouras, que poderão contar com o ‘ponto de vista’ das mulheres... Não defendo ações ditas ‘positivas’ e sim pleno esclarecimento... Não defendo ‘cotas femininas’, e sim esclarecimento público e acadêmico... 

As 'feministas' têm uma agenda diferente, e acreditam em cotas para a representação proporcional de mulheres no parlamento e no governo... Elas poderiam ter razão se assumissem  que as mulheres são ‘diferentes por natureza’... Se forem iguais, então não haverão motivos para considerar que homens ou mulheres fariam um melhor trabalho - e nem que cada qual representaria apenas o interesse de seu ‘gênero’... Notaram o périplo conceitual e paradoxal??? Iguais ou diferentes??? 

Acreditar na ‘igualdade de oportunidades’ para os sexos é uma proposta justa, mas acreditar na ‘identidade sexual’ é outra questão – uma questão muito peculiar, certamente 'pouco feminina', e muito 'mal colocada'... E deixar que os pelos cresçam sob as axilas não contribuirá para o debate - e ao contrário...

Este é um mundo 'novo'!!!

As poucas 'feministas' que entendem e reconhecem tal contradição são denunciadas no 'pelourinho' da categoria... A enfadonha escritora americana Camille Paglia é uma das poucas militantes feministas que denunciam este truque 'impossível': ‘provar que o homem deve mudar a sua natureza, enquanto insistem que a natureza das mulheres é especial e imutável’... Ela argumenta sabiamente que os homens não são mulheres dentro de um armário e que as mulheres não são homens dentro de um armário:

“Acorde! Homens e as mulheres são diferentes.” – Camille Paglia

Os cérebros de homens e mulheres são mais parecidos do que diferentes, e parafraseando Matt Ridley, 'a similaridade é a sombra da diferença'... Somos humanos, homens e mulheres, mais parecidos do que diferentes... Mas somos diferentes... Isso não erige um muro de impedimentos, mas sim uma tremenda escada de compreensão para que olhemos por sobre as divisórias naturalmente erigidos pela Evolução e pela Cultura, e por sobre as barrigadas erigidas pelo 'feminismo'... 



Chamo a atenção ainda, e concluo com destaque, para o fato de que a agenda do 'feminismo' pode estar totalmente equivocada, a ponto de não notar uma questão muito mais ampla e legitima: A QUESTÃO DA INDEFINIÇÃO DE GÊNERO... 'Feministas' podem estar diagnosticando mal o problema, e prognosticando a solução de forma ainda mais confusa e contraditória...

Convivemos com uma anatomia genital que pode estar 'mais ou menos definida' quanto ao gênero, um cérebro mais ou menos definido, com paridade ou não em relação à nossa anatomia, e uma riqueza bioquímica hormonal, além dos complexos e 'dinâmicos' papéis sociais e culturais para homens e mulheres... Não existe um 'padrão' de pureza masculina ou feminina, e estamos no século que enfrentará e dará respostas definitivas à esta questão... Somos humanos, dispomos de 'características' referenciadas como mais ou menos masculinas; e poderemos acomodar, em futuro próximo, muitas e diferentes formas de conviver com diferentes expectativas... Não dependeremos do 'tudo ou nada', 'macho ou fêmea', abrigando novas expressões e possibilidades HUMANAS - troppo umanas... Diferentes tipos de 'homens', de 'A a Z', diferentes tipos de mulheres, e múltiplos tipos alternativos, todos eles HUMANOS, e fazendo jus às mesmas prerrogativas da cidadania, dos direitos humanos e individuais...

Na via auto-imune e frustrante do 'feminismo', seguem mulheres que, por diferentes questões relacionadas à personalidade, empunham bandeiras que ainda não entenderam - ou não podem entender -, ao lado de uma MAIORIA que ainda não encontrou clareza sobre sua REAL condição INTER-GÊNERO: 'cérebros um pouco masculinizados, em corpos anatomicamente mais femininos', e com um mundo de possibilidades pela frente... Podem assumir esta personalidade 'mais masculina' além de uma sexualidade mais masculina; ou podem - por exemplo - conviver com homens que disponham de perfis de personalidade mais 'femininos', mesmo que ambos decidam manter-se dentro da convenção hétero... 

E NÃO É ISSO QUE SE VÊ??? Aquele tio e aquela tia, um belo casal, ela com trejeitos 'ditos' masculinos, e ele com um certo toque 'feminino'??? 



Não foi Milton Nascimento quem disse que "TODA MANEIRA DE AMOR VALE À PENA"??? Hoje lutamos pelo DIREITO AO AFETO... E ISSO DEVE ENCERRAR O VELHO 'MAL-ENTENDIDO' FEMINISTA!!!

Espero que um futuro próximo possa acomodar todas as diferenças, entendendo sobretudo que:

SOMOS MARAVILHOSAMENTE IMPERFEITOS... 

Sem 'deuses' ou magos filosóficos, dediquemo-nos com curiosidade e alegria, e sem preconceitos, à nobre tarefa de desvendar e conhecer - parafraseando Sagan - 'a ficha do órfão': o HOMO SAPIENS...

E a propósito: FEMINISMO TAMBÉM É UMA FORMA DE PRECONCEITO!!! 

Carlos Sherman